21 de maio de 2010

Cúpula do PT e aliados recebem multa de R$ 53,5 mil

Representantes da cúpula do PT e de partidos aliados foram punidos nesta sexta-feira (21) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com multas que somam R$ 53,5 mil. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, e mais seis políticos foram punidos por propaganda eleitoral antecipada. A decisão é do ministro Henrique Neves Silva. Ainda cabe recurso ao plenário.

Também foram punidos o senador Aloizio Mercadante, candidato do PT ao governo de São Paulo; Luiz Marinho (PT), prefeito de São Bernardo do Campo e ex-ministro da Previdência; Carlos Lupi, ministro do Trabalho e presidente do PDT; o deputado federal Paulinho da Força (PDT-SP), presidente da Força Sindical; Artur Henrique Santos, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Antônio Neto, presidente da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB).

A violação à Lei das Eleições (9504/97) teria acontecido no dia 10 de abril, no Encontro da Defesa do Trabalho Decente, realizado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo (SP).

A maior multa coube a Lula (R$ 10 mil). Segundo o texto da decisão, Lula disse em seu discurso: “Eu vou tentar ser breve o necessário, para tentar convencer vocês a votarem na Dilma. Se vocês já estão convencidos, eu nem preciso falar”. Para o ministro Neves, “o discurso, na forma em que proferido, não deixa dúvidas sobre a intenção de se fazer aberta propaganda eleitoral da segunda representada [Dilma Rousseff]”.

Essa é a segunda vez na semana que o presidente é condenado no tribunal. Na terça-feira (18), o plenário decidiu aplicar a Lula uma multa de R$ 5 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário