10 de junho de 2010

Alter do Chão é cenário cinematográfico para gravações de Tainá III

Da Redação
Agência Pará

A vila balneária de Alter do Chão será cenário para as gravações da terceira edição do filme Tainá. Há quatro semanas a equipe de produção do longa metragem está hospedada no Belo Alter Hotel realizando os primeiros ensaios com elenco principal do filme.
A produção recebe o apoio do governo do estado e está orçada em mais de R$10 milhões.

O diretor de elenco, Cláudio Barros informa que o filme vai gerar emprego e renda na região. "Nós assimilamos muita mão-de-obra, toda a figuração do filme é de Santarém e Alter do Chão, os assistentes de produção são daqui, e a construção dos cenários é feita por pessoas da vila", ressalta.

As filmagens devem se estender até o final de agosto, 70% do filme serão gravados em Alter do Chão. Cláudio Barros reconhece que ficou encantado ao conhecer o lugar. "Escolhemos a vila, sem dúvida, pela beleza. Tivemos muita dificuldade de encontrar uma água que fosse apropriada para as filmagens, translúcida, calma, que transmitisse a idéia de floresta encantada. Mas, durante a visita que fiz à Alter em busca de elenco, conheci os lagos e florestas, e liguei para a produção daqui mesmo, foi assim que elegemos nosso principal cenário", alegra-se.

Os cenários estão sendo construídos há dois meses e as filmagens devem iniciar em 1º de julho. Mais de 100 pessoas estarão envolvidas na produção de Tainá III. O filme ainda conta com alguns personagens de apoio e a participação de artistas paraenses. A estudante de educação física, Mayara Bentes, Michele Campos, que atua na assistência de preparação de elenco, e Sonia Pena, assina o figurino indígena e maquiagem geral.

O filme é uma produção da Sincrocine Produções Cinematográficas e será dirigido por Rosane Svartam, referenciada pelo trabalho realizado durante anos no programa Casseta e Planeta, da Rede Globo. Tainá III será lançado em janeiro de 2011.

História - A indiazinha Tainá, o menino índio, Gobi e Laurinha, a garota da cidade grande, vivem uma história de aventuras na floresta e despertam um verdadeiro sentimento de amizade, vencendo os obstáculos culturais, e transmitindo a mensagem de que é possível o ser humano superar as diferenças e viver em harmonia.

A atriz que representa a Tainá, Wiranu Tembé, 5, é da aldeia Teko-Haw, distante cinco horas de Paragominas, sudeste do estado e foi selecionada entre 3.700 crianças que foram fotografadas durante mais de dois anos em 82 cidades.
O terceiro filme da série Tainá terá participação de artistas nacionais como Nuno Leal Maia e Paulo Gracindo Junior.

Nas escolas - Em virtude do apoio que o governo do Estado ofereceu à Sincrocine, responsável pelo projeto Tainá, após a conclusão da terceira edição da série, o Pará está vai participar da continuidade do projeto que prevê a utilização dos filmes como ferramenta pedagógica em escolas estaduais.

Secom/Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário