13 de junho de 2010

Concurso do Incra: candidatos reclamam de irregularidades

O concurso do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - Incra que foi aplicado na manhã deste domingo Estado não chegou a ser realizad(13), causou confusão e transtorno para os candidatos e em alguns locais de prova do o. A prova teve início às 9h.


Em Belém e no município de Santarém, no oeste do estado, candidatos reclamaram da troca de provas e da identificação de cargos exibida nos cartões resposta. Na capital, cerca de 40 candidatos fizeram confusão na Escola Ulisses Guimarães. De lá eles seguiram até a sede da Polícia Federal para registrar ocorrência e denunciar os problemas na organização do certame, que é de responsabilidade do Instituto Nacional de Educação Cetro.

Em Santarém - Na escola Maestro Wilson Fonseca – Nova República – apenas o cartão resposta foi distribuído, após as 9h15. A demora causou confusão e desordem no local. Muitos que se inscreveram para o cargo de Analista Administrativo em contabilidade, receberam o cartão resposta com a identificação de outro cargo.

Após as 10h30 os candidatos assinaram a freqüência e saíram. Só neste local mais de 50 candidatos saíram sem realizar a prova. Eles afirmam que não houve qualquer justificativa da organização do concurso em relação ao atraso.

Prova - O Concurso do Incra prevê a seleção de 480 vagas de nível superior, com remunerações iniciais entre R$ 3.713,74 e R$ 4.598,80, além de 70 oportunidades de nível médio, cuja remuneração é de R$ 2.254,64. Os valores estarão vigentes a partir de 1º de julho de 2010, em função do reajuste aos servidores do órgão garantido pelas leis 11.090/05 e 10.550/02.

As provas foram realizadas em todas as capitais do país e em Brasília, além das cidades de Santarém e Marabá, no Pará, e Petrolina (PE).

O Portal ORM tentou contato com o Incra e Cetro, mas ninguém foi encontrado para prestar esclarecimentos.

Fonte: Portal ORM

Com informação do Notapajos.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário