29 de junho de 2010

João Carlos Carepa é condenado a 15 anos de prisão por abuso sexual contra menina de 11 anos

DO site do TJE

O assistente administrativo João Carlos Vsconcelos Carepa, paraense, 52 anos, foi condenado a 15 anos de reclusão em regime inicialmente fechado por abusar de uma menina de 11 anos de idade, em 2006.

A sentença foi proferida pela juíza Maria das Graças Alfaia Fonseca, titular da Vara de Crimes Contra Crianças e Adolescentes de Belém, onde tramitou o processo penal.

A decisão da juíza se baseou no conjunto das provas (testemunhais e periciais) que constam no processo, e acompanhou o entendimento da representante do Ministério Público do Estado (MPE), através da promotora de Justiça Sandra Gonçalves, que requereu a condenação do assistente administrativo.

Ao julgar procedente a ação a juíza considerou a culpabilidade do réu “gravíssima pois de forma consciente e perversa premeditou os crimes, razão pela qual tal circunstância não o favorece”.

A julgadora considerou que a personalidade do réu propensa à prática da pedofilia e que os motivos do crime não favoreciam o acusado, posto que procurou praticá-lo de forma que não fosse jamais flagrado ou descoberto.

Na sentença, a juíza destacou que o comportamento da vítima em nada concorreu para o crime, de conseqüências gravíssimas pelo trama psicológico causado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário