7 de junho de 2010

Vereadores reúnem com secretário de saúde

Os vereadores Nélio Aguiar (PMN), Marcela Tolentino (PDT), Valdir Matias Júnior (PV), Gerlande Corrêa Castro (PP), Henderson Pinto (DEM), Carlos Jaime (PT), Jailson do Mojui (PSDB) e o representante do vereador Erasmo Maia (DEM) – Ivaldo Alves, reuniram na manhã desta sexta-feira, 4, com o secretário municipal de saúde José Antonio Rocha. De modo geral os parlamentares reivindicaram melhoria no atendimento a saúde nos postos e hospital municipal, principalmente no setor de hemodiálise, onde há poucas máquinas para atender a uma grande demanda e pediram que haja uma relação mais aberta da secretaria com a Câmara, evitando dificultar as reivindicações que os parlamentares necessitam fazer ao órgão em favor da população, principalmente a mais carente. Os pedidos foram mais além e passaram por uma assistência ampla também a comunidades do interior, tanto na região de planalto como de várzea. Onde há carência na chegada do atendimento imediato a saúde das populações dessas regiões. A posição do secretário O secretário municipal de saúde José Antonio Rocha, elencou a série de reivindicações feitas pelos vereadores e em sua fala, agradeceu por ter sido convidada a dar esclarecimentos a respeito das dificuldades por quais passa a secretaria e prometeu a partir de “hoje”, quatro de junho de 2010, dar agilidade nos atendimentos em todos os setores da secretaria, principalmente nos postos de saúde e no hospital municipal, tomando pé de cada situação, para que tenha condições não só de resolver os problemas, mas também de discutir assuntos ligadas a saúde com os vereadores, prefeita, com a secretaria de estado e o Ministério da Saúde, procurando ter sempre uma boa relação com o Conselho Municipal de Saúde. José Antonio Rocha sugeriu aos vereadores, que o a direção do Hospital Regional seja chamada para uma reunião com os parlamentares, para que sejam firmadas parcerias com a Secretaria Municipal de Saúde, visando viabilizar a tendimentos principalmente com relação à alta complexidade, onde o Hospital Municipal atende, mas não é a sua função.
ASCOM CMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário