16 de agosto de 2010

Paraenses têm reajuste de 11% na conta de energia

Desde a autorização para aumento da conta de energia elétrica dada pela da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), no dia 3 agosto, as contas de energia elétrica no Pará estão mais caras. O reajuste entrou em vigor no dia 7 deste mês com aumento médio de 11%.
Consumidores residenciais tiveram reajustes de 11,89% e os de baixa renda, de 5,71%. Grandes consumidores (indústrias e comércio) tiveram uma mudança média de 10,47%. A inflação estimada para os últimos 12 meses é de 5%, portanto, os reajustes da energia elétrica chegaram ao dobro da Inflação.
Segundo o Dieese-PA, este foi o 12º reajuste da tarifa de energia elétrica no Pará desde a privatização da Celpa, em 1998. De lá para cá, o total acumulado de reajuste ao consumidor residencial alcança 221% contra uma inflação estimada em 118%.
O reajuste autorizado pela ANEEL para os paraenses está acima de todos os índices de preços (INPC/IBGE / ICV-DIEESE, INPC/IBGE), estimados em 5%.
Ainda de acordo com o levantamento do Dieese-PA, o reajuste praticado pela Celpa está entre os maiores do País: o aumento para consumidores residenciais é o segundo maior; o reajuste para indústrias e comércio é o sexto maior.
“O reajuste da energia elétrica no Pará está atingindo cerca de 1,7 milhão de consumidores em 143 municípios paraenses e, com certeza, é um combustível a mais para a alta do custo de vida e da inflação, até porque de reajuste de 11% é o dobro da inflação projetada para o mesmo período”, ressaltou Roberto Sena, supervisor técnico do Dieese-PA. (Diário Online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário