18 de agosto de 2010

Pronto para jogar, Max Jarí fala sobre o São Raimundo: 'Falta sorte!'

Quem pensa que vida de atacante é só entrar no jogo e 'correr para o abraço'? No caso do São Raimundo, vice-lanterna do grupo A da Série C e, na comparação dos resultados, time paraense com a pior colocação no campeonato brasileiro, o ato de fazer gols deixa de ser um momento de descontração para se transformar em uma necessidade. O São Raimundo precisa vencer o Rio Branco nesta quarta-feira (18), às 20h, no Colosso do Tapajós, para se manter vivo na disputa pela classificação à segunda fase do certame.


Para o atacante do Pantera mocorongo, Max Jarí, que está liberado para o jogo de hoje após passar por tratamento médico, o que falta ao alvinegro não se consegue em treinamentos.


'Está faltando um pouco de sorte para nós. O ataque está fazendo a obrigação dele, mas o time não consegue está se acertando muito bem', disse depois de afirmar que está pronto para o jogo.


Aliás, o São Raimundo é o segundo time que mais fez gols no grupo A, com seis tentos marcados. Na ponta, está o Paysandu (primeiro colocado), com 11, e, na sequência, aparecem Águia (terceiro colocado) e Rio Branco (quinto colocado), com cinco, e Fortaleza (segundo colocado), com quatro.


Sobre o entrosamento com o parceiro de ataque, Branco - artilheiro do 'Mundico' na competição, com três gols - Jarí revela o que foi acertado para enfrentar o Rio Branco. 'Conversamos muito e vamos tentar jogar mais próximos hoje. Temos quase a mesma característica e isso facilita dentro de campo'.


Redação Portal ORM

Nenhum comentário:

Postar um comentário