2 de fevereiro de 2011

São Raimundo e Cametá se enfrentam sem torcida em Santarém

Da Redação
Agência Pará
São Raimundo e Cametá entram em campo nesta quarta-feira (02), às 20h30, no Estádio Jader Fontenelle Barbalho, mais conhecido como "Barbalhão", em Santarém. Porém, a partida será a portas fechadas, já que a administração municipal não cumpriu uma série de exigências contidas no Termo de Compromisso de Ajuste de Conduta (TAC), firmado em março do ano passado entre o Ministério Público do Estado do Pará (MPE) e a Federação Paraense de Futebol.
Na última sexta-feira, homens do corpo de bombeiros e policiais militares fizeram uma vistoria no estádio e detectaram uma série de irregularidades. Arquibancadas não concluídas, muro externo do estádio sem reforço e falta de geradores de energia para situações de emergência estão entre os principais problemas observados no local. "Realmente eles não cumpriram quase nada. Podemos dizer que de 100%, apenas 30% do que foi assinado no termo foi colocado em prática", explicou o tenente coronel Carlos Daniel, do Corpo de Bombeiros do Estado. Ele afirmou, também, que até o final dessa semana uma nova vistoria deve ser feita no estádio.
O presidente do São Raimundo, Sandyclei Monte, disse que a diretoria do clube ficou "arrasada" com a notícia. "Ficamos muito prejudicados com essa situação. Tentamos fazer de tudo para adiar o jogo, mas não conseguimos. Infelizmente vamos ter que arcar com as consequências de um ato irresponsável, que não foi nosso", ressaltou.
Para a partida desta quarta-feira eram esperadas cerca de 15 mil pessoas. Os clubes não foram autorizados a vender os ingressos, por esse motivo alguns torcedores protestaram na sede do São Raimundo na manhã de hoje. "Tentamos conseguir a liberação de pelo menos uma parte da arquibancada, mas os bombeiros não autorizaram. Eles disseram que a segurança do torcedor está em primeiro lugar", finalizou.
Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário