31 de março de 2011

Donos de casas de shows revoltados com Portaria da SEMMA

Marcelo Corrêa

Secretário Marcelo Corrêa diz que medida está sendo realizada dentro da Lei

Segundo a SEMMA, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, para funcionar as casas precisaram de autorização específica de funcionamento. Ocorre que, os empresários do setor fazem resistência, dizendo que para ter suas Casas de espetáculos funcionando, eles pagam impostos, taxas de ISS, Alvará e algumas taxas da Prefeitura, ainda assim são abrigados a fechar o estabelecimento quando os fiscais chegam.
Há pouco mais de duas semanas a SEMMA realizou fiscalização nas casas de show da cidade e fechou três que não possuíam autorização desta Secretaria para funcionar, causando indignação por parte dos proprietários. Um alegou que houve excessos por parte do fiscal que comandava a operação.
Sentindo-se lesado, Emerson Paulo, empresário do ramo, formalizou denúncia que foi levada ao secretário Marcelo Corrêa, que defende a ação e considera-a legítima, haja vista que a casa de show não possuía a autorização para realizar o evento, esta deve ser expedida na semana em que vai ocorrer a festa.
Junto às reivindicações dos donos de casas de show, que reclamam da decisão, também foi encaminhado o pedido para que essa autorização semanal passe a ser mensal, com as expectativa que no futuro, após debates com a Secretaria ela possa ser “tri anual”.
Seguindo no trem da moralidade, bem que o secretário Marcelo Corrêa poderia também multar os proprietários de veículos que circulam pela cidade com os sons altos. Esta medida seria mais que necessária para o bem da sociedade, em lugar de estar “inventando” cada vez mais multas para os empresários.
Por: Carlos Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário