28 de março de 2011

Sespa encerrará atividades pelo Dia da Mulher em Santarém

A secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) encerra a programação em torno do Dia Internacional da Mulher nesta terça-feira, 29, em Santarém, quando a técnica Mary Alves, da Coordenação Estadual de Saúde da Mulher, estará a frente de uma capacitação em saúde para profissionais que estarão atuando no novo Centro de Referência "Maria do Pará", o nono a ser inaugurado pelo governo estadual.
A programação será conduzida pela coordenadoria de Promoção dos Direitos da Mulher (CPDM), da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh). Segundo Mary, a capacitação será direcionada a profissionais como psicólogos, assistentes sociais, arte terapeutas, pedagogos, enfermeiros e massoterapeutas que integrarão a equipe.
Na ocasião, a palestrante dará informações sobre a Utilização da Ficha de Notificação da Violência Doméstica Familiar e Sexual, que foi o grande marco da campanha realizada durante o mês de março pela Sespa e demais órgãos empenhados no tema violência contra a mulher.
Sessões de massoterapia, assessoramento jurídico e atendimento psicológico são alguns dos serviços que serão oferecidos pelo centro, dotado de salas de atendimentos, brinquedoteca, auditório, enfermaria e espaço de pesquisa para estudantes que trabalham com o tema violência contra a mulher.
De acordo com informações da Sejudh, ao todo o Pará possui oito centros de atendimento. Os municípios de Abaetetuba, Ananindeua, Belém, Capanema, Itaituba, Jacundá, Tucuruí e Xinguara já são assistidos pelo projeto. O Governo do Estado, por meio da Sejudh, pretende inaugurar, ainda este ano, mais quatro centros em Breves, Soure, Altamira e Conceição do Araguaia.
Em se tratando da utilização da ficha, o objetivo é fazer com que seja cumprida a Lei 10.778, de 2003, que já estabelecia a notificação compulsória, no território nacional, do caso de violência contra a mulher que for atendida em serviços de saúde públicos ou privados. Importante ressaltar que notificar não é denunciar.
Em Santarém, por ocasião da inauguração do Centro "Maria do Pará", a Coordenação Estadual de Saúde da Mulher, em parceria com Sejudh vai capacitar profissionais que atuam diretamente no atendimento de mulheres envolvidas em situação de violência doméstica, familiar e sexual.
Entre os objetivos está o de proporcionar visibilidade numérica, mostrar quem são essas mulheres e reunir informações que contribuirão para ampliar as ações direcionadas ao enfrentamento da violência, que já é tipificada pela Lei Maria da Penha como física, sexual, psicológica, moral e patrimonial.
A Sespa entende que a tabulação dos casos de violência, a partir dos atendimentos dos serviços de saúde, tem um motivo especial. Em geral, as agressões resultam em traumas físicos e o atendimento médico acaba sendo o principal acolhedor, antes mesmo da procura por um atendimento policial, o que nem sempre ocorre.
Em Belém, a programação em torno do tema encerrou no domingo, 27, com distribuição de panfletos e orientações sobre o assunto na praça da República. Foram colocados à disposição do público stands com atividades informativas e educativas sobre câncer do cólo de útero e de mama, DST/AIDS, aleitamento materno, saúde bucal, saúde mental, adolescência, gravidez, nutrição, saúde do idoso, saúde da criança, hiperdia, controle do tabagismo, estratégia Saúde da Família, dengue, tuberculose e hanseníase.
Serviço: Em Santarém, o treinamento vai acontecer a partir das 9h, no auditório do 9º Centro Regional de Saúde da Sespa, localizado na praça Barão de Santarém, 130. Informações pelos fone: (93) 3064-9651.
Mozart Lira - Ascom/Sespa

Nenhum comentário:

Postar um comentário