3 de abril de 2011

Remo começa mal e perde para o São Raimundo: 3 a 1











Começou com o pé esquerdo... Quando todo mundo esperava que o Clube do Remo fosse partir para dar a volta por cima no segundo turno do Campeonato Paraense 2011, eis que o time foi até Santarém, no estádio Jader Fontenelle Barbalho, o Barbalhão, e decepcionou seus torcedores. Jogando na tarde deste domingo (3), o Leão sucumbiu diante da organização do São Raimundo e perdeu por 3 a 1.

Sem tempo para erros. O Remo já cometeu todas as falhas possíveis no segundo turno do Parazão e agora tinha que focar na conquista da segunda metade do Estadual se quisesse continuar com chances de disputar a Série D. Após buscas desesperadas de jogadores para reforçar o time, o técnico Paulo Comelli armou sua equipe sem nenhum reforço, confiando, principalmente, no atacante Wellington Silva para balançar as redes contrárias.

No São Raimundo, novos ares com a chegada do técnico Charles Guerreiro. Tudo o que os dirigentes do Pantera queriam mesmo era apagar a má impressão deixada na Taça Cidade de Belém, quando o clube ficou na última posição da tabela de classificação. Alguns reforços chegaram a Santarém, mas quem poderia desequilibrar era o zagueiro Ney Carioca e o rodado lateral-esquerdo Aldivan que, no time de Guerreiro, joga na posição de meio-campo.

1º TEMPO:

Sob o sol forte, o árbitro Andrei da Silva e Silva deu o apito inicial. Barbalhão totalmente lotado, e os jogadores iniciando a briga pelo gol. Nos primeiros minutos, um verdadeiro jogo de perde e ganha na meiuca. Os times mostravam bastante organização tática, o que deixava a partida bonita de se ver. Com isso, o primeiro grito de gol foi do Remo.

Aos 10 minutos, o atacante Wellington Silva recebeu pela esquerda e tocou por cima do goleiro Labilá e abriu o placar em Santarém: Remo 1 a 0. Esse foi o primeiro gol de um atacante de ofício do Leão em todo o Campeonato Paraense. A partir daí, parece que o São Raimundo sentiu o baque e acabou cedendo mais espaços para o rival, que teve chance de marcar o segundo.

Mas o Pantera Mocorongo tinha dois jogadores que desequilibravam: Aldivan e o meio-campo Renato Medeiros. Os dois armadores faziam um verdadeiro ‘carnaval’ na defesa azulina quando estava com a bola. Com 22 minutos, o atacante Leandro Guerreiro girou nas costas do zagueiro remistas chutou forte, fazendo um belo gol, sem chances de defesa: 1 a 1.

E a torcida santarena gritou ‘uhuhuhuuuu’ aos 37 minutos, quando Leandro Guerreiro, sozinho, perdeu um gol na área do Leão. Aos 41, mais bobeira da zaga do Remo. Renato Medeiros chutou e o zagueiro Rafael Morisco, salvou, na linha, mais um lance perigoso do Pantera. Além de ter pouca posse de bola nos minutos finais, a equipe de Comelli ainda errava passes em primazia. (Gustavo Pêna, DOL)

2º TEMPO:

Na volta, uma mudança no Remo: saiu o meio-campo Léo Franco, para a entrada do volante Moisés, que fazia a sua estreia com a camisa do Leão. Assim, o time ficava com três volantes. Com dois minutos, primeiro lance de Moisés, que chutou, a bola bateu no zagueiro do São Raimundo e quase entra no gol de Labilá. Logo em seguida Thiago Marabá recebeu livre, chutou na trave, mas o assistente já marcava impedimento.

E o nervosismo dos atletas azulinos logo deu problema. Após um carrinhp perigoso, o volante Luis André recebeu cartão amarelo e foi expulso de campo. Se a situação do Leão já era complicada com 11 jogadores, o que dirá com 10. Perdido em campo, o Remo levou a virada aos 15 minutos, quando o atacante Sató tocou para o volante Daniel, que chutou, de bico: São Raimundo 2 x 1 Clube do Remo.

Em seguida, os donos da casa começaram a tocar a bola e gastar o tempo, se segurando para sair no contra-ataque. Só que o zagueiro Rafael Morisco teve a chance de empatar aos 19 minutos. Entretanto, o jogador perdeu o gol, livre. Aos 30 minutos, chances para cada lado. Primeiro, o zagueiro Diego Barros cabeceou de forma perigosa, no meio do gol de Labilá. Em seguida, no contra-ataque, o atacante Tinha chutou na trave.

Com a reestreia do meio-campo Ratinho, o Remo melhorou um pouco no jogo. Em uma das jogadas do meia, o atacante Jaílson quase marca, se não fosse a interceptação do zagueiro, colocando para escanteio. Nos minutos finais, a pressão do Remo pelo empate foi grande. Porém, o São Raimundo se segurou e venceu por 2 a 1. (Gustavo Pêna, DOL)

Ficha Técnica:

São Raimundo: Labilá; Julio Ferrari, Rodolfo Soares, Thiago Junior (Nei Carioca) e Rafael Vieira; Rodrigo Santarém, Daniel, Renato Medeiros (Vélber) e Aldivan; Sató (Tinha) e Leandro Guerreiro.

Técnico: Charles Guerreiro.

Clube do Remo: Lopes; Gleison (Ratinho), Diego Barros, Rafael Morisco e Marlon; Mael, Luis André, Thiaguinho e Léo Franco (Moisés); Thiago Marabá e Wellington Silva (Jaílton Paraíba).

Técnico: Paulo Comelli.

Local: Estádio Jader Fontenelle Barbalho (Barbalhão).

Hora: 17h.

Cartão amarelo: Luis André e Marlon (REM). Thiago Junior e Julio Ferrari (SRA).

Cartão vermelho: Luis André (REM).

Árbitro: Andrey da Silva e Silva. Assistentes: Heronildo Sebastião da Silva e Diorgenes Serrão.

1ª RODADA DO 2º TURNO DO CAMPEONATO PARAENSE 2011:

Independente Tucuruí 2 x 3 Cametá 02/03 SAB 16h Estádio Navegantão

Castanhal 1 x 1 Paysandu 02/03 SAB 20h Estádio Maximino Porpino

Tuna Luso 1 x 0 Águia de Marabá 03/03 DOM 09h30 Estádio do Sousa

São Raimundo 3 x 1 Clube do Remo 03/03 DOM 17h Estádio Barbalhão

Fonte: Diário do Pará On Line
Fotos: Betinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário