28 de abril de 2011

Von: “Todo professor do sistema modular tem que trabalhar”

Alexandre Von diz que o governador Simão Jatene está “arrumando a casa”

Alexandre coloca seu nome à disposição do PSDB para disputar eleição em 2012

Nesta entrevista exclusiva, o deputado estadual Alexandre Von diz que o governador Simão Jatene está “arrumando a casa”, para poder colocar em prática seu plano de governo, inclusive, com muitas obras e projetos voltados para a região Oeste, e para o município de Santarém. O deputado Alexandre Von diz que: “é impossível que o governador Jatene vá esquecer um Município que lhe deu 90.000 votos. Exemplo é que na Agenda Mínima que ele (Governador) lançou, agora no início de abril, estão enumeradas as principais obras e projetos, que ele pretende executar nestes quatro anos de governo em Santarém”, afirmou o Deputado. Confira estas e outras declarações:
Jornal O Impacto: O PSDB vem com candidato próprio para disputar as eleições de 2012?
Alexandre Von: Esta é uma das discussões que vão ser feitas na convenção deste sábado, na Câmara municipal. Mas a manifestação do desejo dos membros do partido é que o PSDB tenha candidatura própria a Prefeito no município de Santarém em 2012.
Jornal O Impacto: O secretário Inácio Corrêa declarou que procurou o governador Simão Jatene e este não o recebeu, e que o governo estadual não está ajudando Santarém. Como o senhor analisa este fato?
Alexandre Von: Na verdade, o governador Simão Jatene recebeu no mês de fevereiro a Prefeita de Santarém e seu Secretário de Governo. Na ocasião, apresentarem uma pauta de reivindicações que o Governador está analisando.
Jornal O Impacto: Como o senhor analisa a situação da cidade hoje?
Alexandre Von: A idéia que se tem é que Santarém não tem Prefeito, devido o estado de abandono do sistema viário e de nossas ruas, bem como da zona rural do Município. A primeira reclamação dos moradores da zona rural é do completo abandono e da total ausência da Prefeitura na assistência à nossa população. O estado das ruas é a demonstração desse descaso. A sensação que dá, não apenas para quem mora aqui em Santarém, mas para quem nos visita, é que Santarém não tem Prefeito.
Jornal O Impacto: O governador Simão Jatene encontrou muitos problemas originados do governo Ana Júlia?
Alexandre Von: O que posso assegurar é que o governador Simão Jatene está priorizando a organização da gestão estadual, sobretudo, na gestão financeira. A máquina administrativa foi recebida em um estado lamentável, deplorável, praticamente sucateado. Todas as secretarias com problemas; com empenhos por pagar, licitações fraudulentas, contratos mal executados, enfim, uma série de ajustes e consertos tendo que ser feitos para não deixar o Estado em situação inadimplente. Então, o esforço que o governador Jatene e os secretários estão fazendo é no sentido de colocar o estado do Pará novamente apto a receber recursos, a celebrar convênios e contratos, a fazer parcerias; lamentavelmente não foi nesse estágio que foi entregue o governo.
Jornal o Impacto: Quer dizer que o município de Santarém não está esquecido pelo governo Estadual?
Alexandre Von: É impossível que o governador Jatene vá esquecer um Município que lhe deu 90.000 votos. Tanto é prova, que na Agenda Mínima que ele (Governador) lançou, agora no início de abril, onde estão enumeradas as principais obras e projetos, que ele pretende executar nestes quatro anos de governo, Santarém está contemplada com obras importantes, como a construção do estádio Colosso do Tapajós, conclusão de seu Anel; construção de um estádio poli-esportivo coberto e a construção de um Centro de Convenções
Jornal O Impacto: Quanto ao aeroporto de Santarém?
Alexandre Von: O aeroporto Maestro Wilson Fonseca é uma obra que deve receber recursos federais, através da Infraero. Mas Santarém, além das obras do estádio, do ginásio coberto e do Centro de Convenções, assim como toda região, será contemplada com obras de pavimentação de rodovias estaduais, saneamento básico, sobretudo, de ampliação do serviço de abastecimento de água, tanto em Santarém quanto em municípios da nossa região. Asseguro que, longe de estar ou de ser esquecido, logo que o governo possa estar em condições, saneado, equilibrado, em condições de retomar investimentos, projetos e obras importantes, o município de Santarém será contemplado a altura de sua importância.
Jornal o Impacto: Como o senhor analisa a questão do ensino modular na região?
Alexandre Von: A proposta do Secretário de Estado de Educação, Nilson Pinto, que já esteve em Santarém fazendo uma visita in loco aos estabelecimentos da Seduc no Município, é que o programa de ensino modular seja reformulado para ganhar qualidade, eficiência, trazendo resultados positivos para que em um segundo momento seja ampliado. O secretário Nilson Pinto me garantiu que ao longo do primeiro semestre promoveria um amplo debate buscando a reformulação e o aprimoramento, sobretudo, na qualidade da educação prestada no Sistema Modular de Ensino, para que a partir do segundo semestre ele possa ser ampliado, revigorado e possa atender mais comunidades rurais que precisam muito desse programa.
Jornal O Impacto: Foram detectadas fraudes neste programa de ensino modular na região?
Alexandre Von: Os equívocos, os excessos, enfim, o que precisar ser ajustado para aprimorar o programa, será feito. Alguns professores lecionam no modular e tem outras atividades na área urbana, que compromete a qualidade do ensino. O objetivo é que quem for professor do modular e está fazendo uma opção por lecionar neste programa, não tenha condições em prestar serviços em outras escolas e não tenha condições de lecionar na cidade.
Convenções - Neste sábado, dia 30, o PSDB de Santarém faz a convenção para eleição de nomes que vão compor o novo Diretório Municipal. Neste mesmo dia, às 11 e meia da manhã, haverá convenção em Mojuí dos Campos. Hoje, sexta feira, dia 29, haverá convenção em Belterra. Todas as estrelas do partido tucano, tanto a nível estadual quanto vereadores e simpatizantes do partido, estarão presentes. As convenções em toda a região e no estado servirão como preparação do partido tucano para as eleições de 2012.
Por: Carlos Cruz\O impacto

Um comentário: