4 de novembro de 2011

Comunitários do Planalto reivindicam melhorias nos ramais


Na manhã de ontem, na Câmara Municipal, moradores, líderes comunitários da região de Mojui dos Campos participaram de uma reunião com os vereadores Jailson Costa, José Maria Tapajós, Henderson Pinto e Marcela Tolentino e os secretários de planejamento e agricultura e abastecimento, Everaldo Martins e Bruno Figueiredo, respectivamente. Os comunitários pedem melhorias  nas estradas e ramais do planalto santareno.
Na reunião, estavam representantes de 40 comunidades da região de mojui do campos. De acordo com o líder comunitário Carlos de Souza, as dificuldades enfrentadas durante o inverno são ruins. “No anos passado a estrada que dava acesso a comunidade de Tabocal ficou intrafegável, os ônibus que vinha de outras comunidades tinham que volta, tinham que fazer o retorno pela Rodovia Curua-una, fato que dificultava muito o nosso acesso e atrasava o trabalho” enfatizou.
A reunião que foi solicitada pelo vereador Jailson do Mojui, possibilitou aos presentes o relato dos problemas nas comunidades. Jailson afirma que já fez várias reivindicações mais que não foram atendidas pela gestão municipal.  A Falta de manutenção nos ramais e estradas são as principais reivindicações. “No dia de hoje nessa reunião nos gostaríamos que nossas solicitações fossem atendidas, esses dois dias que choveu já tem ônibus atolado, a SEMAB prometeu escoamento da produção transporte escolar, acreditamos que ainda está em tempo de fazer algum trabalho paliativo so falta a boa vontade do governo municipal e estadual” ressaltou. 
O vereador questionou também sobre as maquinas destinas para a recuperação de ramais, recebidas pelo município há mais de um ano. Ele afirma que no passado foi assinado um documento pela ex governadora Ana Júlia e a prefeita de Santarém Maria do Carmo que o município recebeu duas caçambas, três carregamentos, duas pá niveladora, um trator.
O secretário da SEMAB garante que as recuperações dos ramais já estão sendo providenciadas, e que eles aguardam a liberação do empréstimo destinado para este trabalho. “Nos temos todos esses laudos técnicos dos problemas nas comunidades e com a liberação desse recurso nos vamos poder realizar um trabalho emergencial” afirmou.
De acordo com o presidente da Câmara, no primeiro semestre do ano passado a câmara municipal autorizou a prefeitura de Santarém a fazer um empréstimo de mais de oito milhões de reais, dessa valor dois milhões deverão ser destinadas a recuperação de ramais e vicianais  da área rural. “O empréstimo está em tramitação com o banco e esperamos que seja liberado para que este problema seja sanado, a câmara vai continuar fiscalizando esse problema” informou.
Com as estradas em péssimas condições o escoamento de todo a produção agrícola fica comprometida. Nos últimos meses os produtores que vivem na região, enfrentam dificuldades para escoar a produção agrícola. Segundo os comunitários, alguns centros estão praticamente isolados. “Não é só nós produtores que ficamos prejudicados, mas todo mundo, por que com os ramais do jeito que está os produtos, além de chegar com atraso chegam ruins e isso prejudica a população que compra um produto caro e sem tanta qualidade” lamentou o presidente dos produtores rurais do planalto, André Marcos.

Ficou definido que a equipe da SEMAB vai iniciar trabalhos paliativos nos principais ramais, caso esse trabalho emergência não seja realizado os comunitários ameaçaram interditar a BR-163, contando sete dias a partir de hoje.
Fonte: ASCOM CMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário