7 de novembro de 2011

Noticias da Câmara Municipal de Santarém: Sessão do dia 07.11.2011


Vereador Henderson Pinto (DEM): Foi critico com o que ele denominou de falta de mais ação da gestão municipal, em favor do município. Disse que o executivo nunca recebeu tanto recurso como agora. Entende que está faltando responsabilidade e compromisso em solucionar problemas, como “o caos instalado na infraestrutura urbana e rural e nós não vemos do poder publico municipal, nenhum planejamento para resolver essa situação.

Vereador Valdir Matias Júnior (PV): Fez criticas a falta de investimentos do governo estadual, que segundo ele, não está investindo em Santarém como deveria. ”Acho que os serviços que vinham funcionando bem como Ubam, Navega Pará, pioraram, com relação às estradas estaduais, não foi feito absolutamente nada. Termos que cobrar do município, mas também do governo do estado e federal, obras e serviços em favor do município, o que está projetado no PPA do governo do estado para Santarém e região é muito pouco”.

Nélio Aguiar (PMN): Apresentou Moção de Felicitações aos radialistas santarenos pela passagem do dia dedicado a classe 07 de novembro. Ele destacou vários nomes do que atuam no rádio local e enfatizou o sucesso que fazem esses profissionais filhos da terra e que atuam em centros mais desenvolvidos do país. Disse que o radialista de Santarém é merecedor da homenagem prestada pela Câmara.

Vereador Reginaldo Campos (PSB): Rechaçou a entrevista de Zenaldo Coutinho a um canal de TV, contestando o voto sim Tapajós. Reginaldo disse que Zenaldo não tem conteúdo, é vazio, “só tenta ofender a dignidade daqueles que querem o voto sim Tapajós/Carajás, o voto sim é pra cima, prosperidade, segurança, o voto não significa doença, miséria, morte, falta segurança do estado, bancos são assaltados aqui na região, o voto sim é o que o povo merece”.

Vereador Jailson do Mojui (PSDB): Lembrou do recente evento que teve na Câmara, semana passada quando dezenas de lideranças do planalto reuniram com ele, os secretários municipais de planejamento Everaldo Martins, de agricultura Bruno Pará e seus pares José Maria Tapajós; Emir Aguiar; Marcela Tolentino e Henderson Pinto e ficou definido que se não houver solução para os problemas dos ramais e estradas PAs, no planalto santareno, no próximo dia 11 de novembro vão fechar a rodovia federal BR – 163 como forma de chamar a atenção das autoridades municipais, estaduais e federais.

Vereador Emir Aguiar (PR): Disse que a Câmara está trabalhando na busca de captação de recursos para desenvolver a campanha do voto sim Tapajós/Carajás e está também vibrando, para que todos entrem na campanha com vontade. Destacou as palavras da ex-ministra Marina silva, que em entrevista a Imprensa do Sul do País, argumentou em favor da criação do Estado do Tapajós. O vereador enfatizou que esteve na comunidade de Irurama (região do Eixo Forte), prestigiando o inicio do 8º festival dos derivados da mandioca, com um diferencial, a renda do evento é destinada aos próprios moradores. 

Vereador José Maria Tapajós (PMDB): Ele que é o presidente da Casa de Leis, sugeriu a Secretaria Municipal de Infraestrutura, que faça diariamente a coleta do lixo também nas praias da cidade. Elogiou os donos de barcos, que estão fazendo a sua parte armazenando o lixo em determinados locais para ser coletado e observou que se a maré está baixa e o lixo não é coletado os urubus se incumbem de espalhá-lo e se a maré enche, o lixo é levado para dentro do rio Tapajós. “Por isso a necessidade do lixo nas ser coletado diariamente pela Seminf”, recomenda.

Vereador Erasmo Maia (DEM): Focou matéria publicada pela Revista Veja, onde segundo ele a reportagem faz um comparativo, falando da pior e da melhor cidade nas áreas de segurança pública, ensino básico, turismo, etc. “É muito importante a gente dizer que Santarém foi considerada a melhor cidade na área de segurança. Por outro lado em outros setores foi considerada a pior, com relação à coleta do lixo, falta de saneamento, o desemprego e na área de comunicação, a pior internet do Brasil é Santarém. “Tudo isso nos leva a crer da necessidade da população no dia 11 de dezembro votar sim Tapajós/Carajás, isso tudo só vai melhorar, se nós criamos esses dois estados”.

Vereadora Marcela Tolentino (PDT): Chamou a atenção para os problemas ligados a saúde pública, que segundo ela continuam ocorrendo. Relatou a peregrinação que fez uma senhora que estava para dar a luz a seu filho e teve que percorrer vários hospitais da cidade e que só foi atendida, devido a sua interferência. Marcela argumenta  que o direito ao atendimento a saúde é constitucional e que por isso não haveria necessidade da sua interferência para atendimento a uma cidadã que tem esse direito garantido, mas que infelizmente não é respeitado.

Vereador Carlos Jaime (PT): Reportou-se com relação ao projeto de Lei que tramita na Assembléia Legislativa, de autoria do ex-deputado Carlos Martins e que tem o deputado Airton Faleiro como relator, criando a zona Metropolitana de Santarém, Mojui e Belterra. Segundo Carlos Jaime a importância desse projeto é principalmente para facilitar a viabilidade de recursos federais, em conjunto para os três municípios, o que facilitaria os investimentos de forma mais efetiva nas áreas do turismo, saúde, educação e infraestrutura.

Vereador Gerlande Corrêa Castro (PSD): Destacou as festividades de Nossa Senhora do Desterro, em Cabeça d’Onça; a aprovação do estatuto da comunidade de Tipizal, bem como a eleição da nova diretoria da localidade de Amparo, na região da rodovia Santarém – Cuiabá, observando que há mais de oito anos não havia o processo eleitoral na comunidade. Gerlande parabenizou o governo do estado pela segurança pública em Santarém, bom base em matéria publicada pela revista Veja.

Vereadora Ivete Bastos (PT): Fez observações com relação à situação em que se encontram os ramais e estradas PAs, dentro do município de Santarém. “Há uma dificuldade do governo municipal, mas há também descaso do governo do estado, criticou o plantio da soja, que segundo ela deixa o solo do planalto desprotegido e ficando os ramais e estradas vulneráveis a erosão. Como solução para esses problemas, Ivete defende o voto sim Tapajós/ Carajás, no plebiscito de 11 de dezembro.
Fonte: ASCOM CMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário