14 de fevereiro de 2012

Prefeitura não paga energia e moradores ficam sem água‏


Caixas d`água não funcionam sem energia e moradores ficam sem água

Prefeitura deixa moradores de jurunduba sem água por não ter repassado pagamento de energia.‏
Moradores da comunidade de Jurunduba, no município de Monte Alegre, estão sem abastecimento de água há mais de um mês. Os motivos poderiam ser os mais variados, desde falta de dinheiro para comprar peças de reposição da bomba, até desentendimento entre os comunitários.
Mas o problema envolve a Prefeitura do Município, em especial o prefeito Jardel Vasconcelos. O sistema de abastecimento de água é mantido pela comunidade. Os comunitários dividem os valores da conta e repassam mensalmente à Secretaria Municipal de Finanças.
Há um mês, os moradores da comunidade de Jurunduba, que fica apenas 5 quilômetros da sede do Município, foram surpreendidos com o corte de energia por falta de pagamento. O presidente da Associação, Alzimar Freitas e, a tesoureira Pureza Carvalho, procuraram a empresa e receberam a confirmação sobre a inadimplência.
A maior surpresa foi saber que as contas não vinham sendo pagas à concessionária de energia, pela prefeitura de Monte Alegre.
Caixas D`água não podem funcionar sem energia
Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Monte Alegre, o dinheiro já teria sido repassado para a concessionária, mas segundo a nota, a comunidade tem mais dívidas a saldar para que o fornecimento seja restabelecido. Versão que não foi  conformada pela liderança da comunidade. A nota não informou os valores que devem ser saldados, entetanto, lideranças da comunidade foram informadas pela concessionária que faltam ser quitados tres talões no valor de R$ 1.500,00 sob a responsabilidade da Prefeitura, pois o dinheiro já havia sido repassado.
Enquanto isso, a solidariedade tem movido os comunitários. O jeito é recorrer aos poços artesianos de algumas residências. Quem não tem, é atendido pela boa vontade dos vizinhos. As donas de casa precisam carregar baldes de água na cabeça, para suprir suas necessidades.
Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário:

Postar um comentário