13 de março de 2012

Falso tenente do Exército é preso pela Polícia em Santarém


José Alves foi preso vestindo uma farda de Tenente do 8º BEC

Em ação realizada por volta de 7h desta terça-feira, 13, no bairro da Interventoria, em Santarém, uma guarnição da Polícia Militar prendeu Jose Álvaro de Sousa Reis, vestido com uma farda do Oitavo Batalhão de Engenharia de Construção (8º BEC) e se intitulando “Tenente J. Reis”. Álvaro foi levado para a 16ª Seccional da Polícia Civil para ser submetido aos procedimentos cabíveis.
O comandante do Comando de Policiamento Regional I (CPR-I), coronel PM, Eraldo Sarmanho Paulino, conta que a Polícia recebeu a informação há cerca de duas semanas de que havia um homem se passando por oficial do Exército, o qual também era casado com uma sargento do CPR-I. Coronel Eraldo relata que na semana passada, Álvaro foi até o prédio do CPR-I, na Avenida Cuiabá, bairro da Esperança, buscar sua esposa, vestindo a farda do Exército. Ao chegar ao local, se apresentou ao comandante como oficial do Exército.
“Ele (Álvaro) teve a coragem e a cara de pau de ir lá no CPR-I com a gente, buscar a esposa e se apresentou como militar. De posse dessas informações colocamos em campo o Núcleo de Inteligência da PM e conseguiu monitorar todos os passos dele, chegando a sua prisão”, destaca coronel Eraldo.
Segundo ele, na segunda-feira, a Polícia Militar entrou em contato com o comando do 8º BEC, para lhes informar que a qualquer momento iria efetuar a prisão do falso oficial. Em relação aos benefícios que ele utilizava se passando por oficial do Exército, coronel Eraldo enfatizou que Álvaro induziu uma sargento da PM, a qual foi orientada a tomar as devidas providências com relação ao falso relacionamento.
“Apresentarmos ele na Seccional, onde vai iniciar todo um processo de investigação para saber onde conseguiu a farda originária do Exército e se tem familiares residentes em Santarém, de onde é natural”, reforça coronel Eraldo.
De acordo com o diretor da 16ª Seccional da Polícia Civil, delegado Nelson Silva, o acusado foi apresentado na Delegacia usando a farda do Exército, onde os investigadores já tem conhecimento de que Álvaro não pertence as forças armadas.
“Ele enganou algumas pessoas e agora vamos pegar termos de declarações da vitima principal, para fazer os procedimentos específicos. Estamos analisando o seu enquadramento, até para saber quem foi vítima do indivíduo. Se foi a União, por ter se passado por oficial do Exército, para determinar o enquadramento legal do caso, para ser remetido a Justiça”, explica.
Em depoimento na Seccional, José Álvaro confessou que usava a roupa do Exército para caçar e para outros fins.
Em contato com nossa redação, a Assessoria de Comunicação do 8º BEC informou que o homem preso não faz parte do quadro do 8º Batalhão de Engenharia e Construção, com sede em Santarém. Uma equipe do 8º BEC esteve na Seccional de Polícia Civil e constatou que o homem estava usando uma farda do Exército, mas que jamais fez parte da corporação.
Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário:

Postar um comentário