3 de março de 2012

TCE divulga lista de inelegíveis no Oeste do Pará


Alguns políticos que constam na lista de inelegíveis do TCE

A Lei da Ficha Limpa que foi aprovada recentemente pelo Supremo Tribunal Federal (STF) já deverá ser aplicada nas eleições deste ano de forma integral. Depois de julgamento foi decidido pela maioria, a principal inovação da lei, que é a inelegibilidade, por até 8 anos para os políticos condenados criminalmente por órgão colegiado, como um Tribunal de Justiça, mesmo que ainda caiba recurso dessa condenação, por crimes hediondos, crimes contra o patrimônio público e improbidade administrativa.
Em nossa região não foi diferente, após o impasse com o senador Jader Barbalho que só assumiu sua vaga no Senado Federal após um ano de eleito, devido ter sido impedido pala Justiça Eleitoral na primeira “faxina” operada pela ficha limpa. Outros nomes foram divulgados pelo Tribunal de Contas do Estado e não poderão concorrer a nenhum cargo nas eleições deste ano. Alguns estariam colocando parentes para candidatarem-se em seus lugares.
Os ex-prefeitos de Novo Progresso Tony Fábio Rodrigues e Juscelino Alves Rodrigues encabeçam a extensa relação de nomes de políticos que se tornaram inelegíveis depois de trânsito em julgado de suas prestações de contas perante o Tribunal de Contas do Estado do Pará.
Integram a relação Santo Pereira de Oliveira e Francisco Osmildo Santiago, ex-prefeitos de Placas; Raimundo Figueiredo Bentes, ex-prefeito de Terra Santa; além de Nilson Samuelsson, ex-prefeito de Medicilândia.
Os ex-prefeitos de Uruará, Mário Lobo e Antonio Lazarini; de Almeirim, Marivaldo Costa e Aracy Bentes, também estão inelegíveis pelo TCE.
O ex-prefeito de Rurópolis, José Paulo Genuino e o atual prefeito de Belterra, Geraldo Pastana, tiveram suas contas rejeitadas e não apresentaram defesa no prazo legal. Outro ex-prefeito com contas rejeitadas pelo TCE é Edilson Botelho, de Itaituba.
O Oeste do Pará não fica muito atrás de políticos de outras regiões envolvidos com escândalos, punições terão de ser dadas a eles, senão, farão tudo novamente. Onde será que nossa região vai parar? Um dos melhores projetos foi esse, em que a população brigou por direito que é seu. Políticos são eleitos para fazer melhorias por sua região, mas muitos estão lá para beneficio próprio e isso resulta em políticos sujos, com pendências com a justiça e muito mais.
A lista é extensa e apresenta outros nomes de políticos que estão inelegíveis: Reginaldo Brindeiro Maia e Adalberto Viana (município de Aveiro); Ademar Baú e Valdecy José de Matos (Trairão); Liberalino Ribeiro de Almeida Neto, Anselmo Hoffman e Averaldo Pereira Lima (Vitória do Xingu); Antonio Lorenzoni e José Carlos Caetano (Brasil Novo); Carlos Veiga e Eduardo Azevedo (Jacareacanga); Edilson Cardoso de Lima e Gerson Campos (Porto de Moz); Francisco Aguiar Silveira (Medicilândia); João Alfredo Ribeiro de Carvalho (Faro)]; José Benedito da Mota Eschrique (Senador José Porfírio) e Luiz dos Reis Carvalho (Anapu).
A Lei da Ficha Limpa teve iniciativa popular e desde 2010 foi aprovada pelo Congresso Nacional.
Por: Fernanda Rabelo (Free Lance)

Um comentário:

  1. quero saber sobre o ex prefeito José Antonio Faustuno Silva de Curuá-pa.

    ResponderExcluir