9 de junho de 2012

Caravana encerra trabalho em Belterra com mais de 32 mil atendimentos


Profissionais da caravana orientam a população que procura pelos serviços oferecidos

Moradora do KM-129 da Rodovia Santarém-Cuiabá (BR-163), próximo ao município de Belterra, no oeste paraense, Patrícia Rocha voltou a enxergar bem e a sorrir após ser atendida pela equipe da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, que registrou no município 1,2 mil atendimentos, em três dias de ação na cidade, só na área oftalmológica, e mais de 32 mil atendimentos nos serviços de saúde. O município, segundo o Censo 2010 (IBGE), tem pouco mais de 16,3 mil habitantes.
Apesar da distância entre sua casa e a sede municipal de Belterra, Patrícia disse que valeu o esforço de "madrugar" em frente à Escola Estadual Waldemar Maués, onde foram concentradas as ações da caravana. Após a consulta com o oftalmologista, ela foi encaminhada ao tratamento odontológico, que nem esperava conseguir. Foram as assistentes sociais do Programa Presença Viva que detectaram a necessidade do procedimento. A jovem voltou para casa com óculos e um belo sorriso no rosto. "Eu tinha até vergonha de sorrir por conta dos meus dentes. Estou muito satisfeita e agradecida pelo atendimento", declarou Patrícia.
Assim como ela, milhares de pessoas procuraram os mais de 50 serviços ofertados pela caravana, no sexto município beneficiado na região do Baixo Amazonas desde o dia 16 de maio. Em Belterra, os mais de 32 mil atendimentos de saúde nas unidades móveis incluíram exames laboratoriais, consultas em cinco especialidades (Oftalmologia, Odontologia, Ginecologia, Pediatria e Clínica Médica), teste rápido para HIV, hepatites, aferimento de pressão arterial, testagem de glicemia e orientação nutricional.
A maior procura, a exemplo dos demais municípios beneficiados pela ação, foi pelas consultas oftalmológicas, cujos procedimentos ultrapassaram 5 mil. "Foram exames, prescrição de óculos, medicamentos e encaminhamentos cirúrgicos nessa área", detalhou o coordenador da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva no Baixo Amazonas, Vagno Silva. O serviço de emissão de documentos ofertou, além do registro de nascimento (em primeira e segunda vias), Carteira de Identidade e Cadastro de Pessoa Física (CPF).
Toda a família - Além dos moradores da sede do município, foram atendidas pessoas de localidades próximas e populações tradicionais, como os quilombolas. A família do braçal Mizael dos Santos, 17 anos, viajou cerca de três horas para registrar a filha recém-nascida, um serviço realizado pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas). A mãe, Lucivânia da Silva dos Santos, 20 anos, conseguiu sua Carteira de Identidade, documento necessário para ser incluída em programas sociais do governo.
Mizael, que está impossibilitado de trabalhar por conta de um acidente, também soube como proceder para ser incluído na Previdência Social. Toda a família passou por consultas na Clínica Médica e Pediatria. "Eu estou muito grato por este serviço do governo. Morando distante, sem dinheiro para estar me deslocando com a família, não tinha muita esperança de resolver esses problemas, e acabei conseguindo de uma vez só", ressaltou Mizael.
Na avaliação da coordenadora do Programa Presença Viva, Hebe Ripardo, a caravana em Belterra conseguiu atingir a meta planejada. Oferecemos os serviços com o laboratório central, a farmácia com os medicamentos e o quadro clínico completo. As demandas do município foram atendidas com a ação do governo", concluiu. De Belterra, a caravana segue para Mojuí dos Campos, onde iniciará os atendimentos neste domingo (10), na Escola Estadual Fernando Guilhon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário