22 de outubro de 2012

Projeto habitacional: Vereadores cobram providências


Os vereadores Henderson Pinto (DEM), Carlos Jaime (PT) e Valdir Matias Júnior (PV), cobram providências para o desmatamento que segundo eles vem ocorrendo às proximidades do lago Juá.  

Henderson Pinto (DEM), disse estar preocupado porque de acordo com ele, a empresa que está fazendo um loteamento no local, “estaria desmatando além do limite permitido, é importante que possamos manter áreas como a do Juá, preservadas, não podemos acabar com áreas naturais de nosso município”, argumenta.  
Henderson pede  a formação de uma comissão de vereador, para uma visita à área, no sentido de conferir o que de fato está ocorrendo com relação às denuncias de desmatamentos, fora dos limites permitidos.   


O vereador Carlos Jaime (PT), lembra que recentemente a área foi invadida, houve a desocupação com a alegação de ser de preservação natural. 

Jaime questiona: Depois que o conjunto habitacional estiver pronto, aonde será lançado o esgoto da água servida nas residências? Com relação a isso ele demonstra preocupação por estar o empreendimento, próximo ao rio Tapajós e lago Juá. Segundo o parlamentar, já começa a ser constatado o assoreamento do lago.  
O vereador concorda com a formação da comissão da Câmara, para ir ao local e solicita que o Ministério Público Estadual, tome as providências cabíveis, que o caso requer.  

O vereador Valdir Matias Júnior (PV), na condição de presidente da Comissão de Meio Ambiente, disse que em atendimento a solicitação de seus colegas Henderson Pinto e Carlos Jaime, ainda na manhã desta segunda-feira, 22/10, estaria marcando visita à área de desmatamento do Juá. 

Valdir Matias disse que com a visita, vão ser checadas as informações que anteriormente foram repassadas a Casa de Leis em audiência pública, “e também com relação às informações que vem sendo dadas pela imprensa, com relação ao loteamento do Juá". 

O parlamentar defende o crescimento de Santarém, com a geração de emprego, mas  que resolva o problema habitacional, entende que tudo isso deve ser feito de forma organizada, com respeito a  legislação ambiental e a área de preservação do juá e assim tenhamos uma cidade com qualidade de vida para todos nós”, indica.

Fonte: CMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário