23 de outubro de 2012

Universitários realizam Movimento contra o transporte público de Santarém

Movimento é contra o aumento da passagem e rotas de ônibus para faculdades e institutos‏


Movimento contra o transporte público
Vários manifestos estão acontecendo em Santarém por universitários da UFOPA, IFPA e UEPA.
Na segunda-feira, 22, aconteceu o II Manifesto, que começou às 17 horas, no cruzamento da Travessa Turiano Meira com a Castelo Branco, com concentração sendo feita no IFPA.
“Nós nos organizamos para lutarmos contra o descaso das empresas de Santarém, que insistem em fechar os olhos para o perigo que nós corremos pela falta de Transporte na frente dessas instituições. Já aconteceram casos de estupros, assaltos e outros tipos de violências. Nós somos totalmente desrespeitados, inclusive por empresas que se propuseram fazer a rota, mas só fazem quando querem, maltratando os alunos dentro do ônibus. É o caso da Linha Floresta- Prainha e Liberdade e para evitar novos casos, estamos nos mobilizando”, disse a acadêmica Maiume Silva.
Os estudantes pedem que as autoridades se manifestem, pois vários documentos foram encaminhados ao Ministério Público Estadual, Prefeitura, Secretaria de Transportes (SMT) e nenhuma providência foi tomada até agora.
“Estamos lutando contra o aumento da passagem em novembro; paradas de ônibus na frente das faculdades; fiscais perto das faculdades para cumprimento da rota; todas as empresas fazendo rota; direito a transporte público de qualidade; punição à cobradores e motoristas pelas empresas que fizerem qualquer tipo de violência moral para os passageiros, além da prática do corte de rota; rota até nos FSD já que universidades possuem vida livre; Lei municipal para o congelamento da meia-passagem que abranja alunos de cursinho e curso técnico e direito de pagar meia passagem com dinheiro. Somos mais de 13 mil estudantes prejudicados”, concluiu Maiume Silva.
Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário:

Postar um comentário