30 de junho de 2012

MOJUÍ DOS CAMPOS: PSDB E DEM DE MÃO DADAS

Em Mojuí dos Campos a Convenção aconteceu em grande estilo para escolha do primeiro prefeito daquele município, Jailson(PSDB) Juvenal (DEM), esta é a coligação majoritária com o apoio de outros doze Partidos.
Os Partidos são PSDB, DEM, PSDC, PPS, PMN, PV, PSB PR, PRTB, PRB, PRP, PTB, PTdoB, PTN e PSD.













29 de junho de 2012

Belém:Jordy recebe apoio de PV e DEM

O Partido Verde (PV) não vai mais ter candidato a prefeito nas eleições deste ano, em Belém. Lançado recentemente, o candidato do partido, o sindicalista José Francisco, vai ser o vice do candidato do PPS, Arnaldo Jordy.

A coligação com o PPS foi decidida, ontem, em reunião da Executiva Municipal e ratificada na convenção do partido realizada, à noite, no Bar Teatro Botequim. O PV estava dividido e chegou a enfrentar uma crise com uma parte dos filiados defendendo uma coligação com o Psol, do ex-prefeito Edmilson Rodrigues, e outra apoiando o PPS.

Mas, segundo o presidente da Executiva Municipal do PV, Evandro Ladislau, a decisão do partido foi tranquila. José Francisco afirma que o apoio do candidato do PPS ao projeto do PV de fazer de Belém uma cidade sustentável, dentro do projeto “Ecópole da Amazônia” “atende as necessidades do PV”. Segundo ele, a chapa Jordy e José Francisco “é a opção viável no momento”.

DEM

O partido Democratas também decidiu apoiar a candidatura de Arnaldo Jordy (PPS) à prefeitura de Belém. Durante a convenção do DEM realizada no fim da tarde de ontem na sede do diretório municipal, os dois vereadores do partido em Belém, Carlos Augusto Barbosa e Abel Loureiro anunciaram a decisão do partido. Segundo Barbosa, que também é o presidente do diretório municipal, a orientação é da executiva nacional e também pela proximidade com as propostas do PPS.

Barbosa explica que o DEM aposta no projeto do PPS, especialmente, no projeto Cidades Sustentáveis, que será a base do programa de Jordy na campanha. A coligação com o DEM será proporcional. Os dois vereadores serão candidatos à reeleição.

Jordy acompanhou a convenção do DEM pessoalmente e de lá seguiu para a convenção do Partido Verde. A convenção do PPS será realizada hoje às 18 horas no Bar Botequim.

(Diário do Pará)

Everaldo: " Governador vai ter que engolir Lira Maia"

Everaldinho diz que não se surpreenderá se Lira Maia se lançar candidato a Prefeito

Everaldinho diz que não se surpreenderá se Maia se lançar candidato a Prefeito
 A exemplo do que aconteceu em Juruti, que vai apoiar Marquinho (PSD), pode acontecer do PT santareno  apoiar o candidato de outro partido, nas eleições majoritárias? Essa possibilidade, conforme afirmou Everaldo Martins, está afastada: “De certeza absoluta, Inácio Corrêa é o candidato do PT em Santarém. Agora, pretendemos ampliar essa aliança com maior número possível de partidos, a partir da base atual do governo municipal”, destacou o Secretário de Planejamento. Por outro lado, o deputado federal Joaquim de Lira Maia (DEM) explica porque seu partido tomou a decisão antecipadamente em lançar o deputado estadual Alexandre Von como candidato apoiado por seu partido: “O deputado Alexandre Von antes de ser político é um técnico competente; todos comentam sobre o Alexandre Von, mas ninguém até hoje me disse que o deputado Alexandre é corrupto, safado, ladrão ou incompetente. Baseado nisso eu acredito que estamos oferecendo para Santarém o melhor, em termos de governabilidade”, disse o deputado Lira Maia.
O Deputado Federal santareno disse que na política santarena nada mais o surpreende: “Como eleitor, é lógico, eu não votaria no PT, todo mundo sabe disso. Mas se eu fosse do PT, eu não colocaria um candidato (Inácio Corrêa), que não passa de 6% ou 8% nas pesquisas, eu acho que é arriscado, mas isso é decisão do PT e não posso de forma alguma dar minha opinião sobre esse assunto”, disse Lira Maia. “Eu não me surpreendo, de forma alguma, se houver uma coligação entre PT e PMDB; nem se o PT for vice do PMDB, o inverso eu acredito que seja difícil de acontecer”, afirmou Lira Maia.
O secretário de governo Everaldo Martins é taxativo: “No caso do deputado Lira Maia, se não for aceita pelo governador Jatene a vice que ele está oferecendo, ele se lança candidato. Maia não vai apoiar a candidatura do deputado Alexandre Von, todo mundo sabe disso”, declarou Everaldo Martins. “Ele está empurrando sua irmã (Maria José Maia) na marra, como vice do Alexandre e o Jatene vai ter que engolir atravessadíssimo esta decisão”, informou. Everaldo afirma que “não existe certeza se até o último dia das convenções permanece esta chapa, aparentemente trombando com o governo do Estado que gostaria de ver uma outra chapa com candidatura a vice, com nomes que fossem do PSD, com quem o Governador tem muito mais identificação, e não do PSDB  somente com o DEM, todos sabem disso. Eu também não me surpreendo se Lira Maia se lançar candidato a prefeito e Santarém”, afirmou.
Lira Maia diz que: “Embora a população tenha pressionado, com todos achando que deveria ser diferente, mas há cerca de dois anos, desde a eleição passada, nós informamos à população que o candidato seria o deputado Alexandre Von e o vice naturalmente deveria ser do DEM. A decisão foi tomada, agora estamos conversando com outros partidos, no sentido de conduzir esse processo, agregando o maior número de siglas possíveis; de qualquer maneira, dando uma eleição tranqüila ao Alexandre, se Deus quiser”, confirmou Maia.
Por: Carlos Cruz

PT já se convenceu que PMDB não aceita ser vice

Em entrevista exclusiva ao IMPACTO, José Maria Tapajós fala de sua experiência como político e de sua candidatura à prefeitura de Santarém

José Maria Tapajós: “Prefeito tem que administrar fora do gabinete”
Entre elogios, críticas e ressentimentos, o pré-candidato à prefeitura de Santarém, vereador José Maria Tapajós, vai esperar até os últimos instantes, que o PT aceite compor como vice na chapa do PMDB. Em entrevista exclusiva ao JORNAL O IMPACTO, ele deixou escapar que ao contrário do que foi noticiado, o PT pediu de volta a pasta da Saúde. Não foi uma entrega voluntária, e desabafou: “É sabido que na medida em que o PT solicitou a pasta da saúde, não resta a menor dúvida de que houve o rompimento de um acordo lá no início da composição da chapa”. Em outros momentos, Tapajós falou dos mais diversos temas. Veja a entrevista:
JORNAL O IMPACTO: Como o senhor recebeu a informação de que com o impedimento do deputado Antônio Rocha, seu nome fluiu como o candidato natural?
José Maria Tapajós: Nós sempre tivemos a consciência de que o PMDB tem em seu quadro, lideranças que podem assumir a condição de pré-candidato à prefeitura de Santarém. Quando foi cogitada a possibilidade de o partido ter candidatura própria, os dois nomes cogitados foram, o do deputado Antônio Rocha e o meu, com apoio do diretório do PMDB. Em fevereiro, como todos sabem, desisti de concorrer e também hipotequei apoio ao deputado Antonio Rocha. Entendo, inclusive, que foi uma questão de interpretação da Lei Eleitoral, nada que maculasse o seu nome. A parir daí fomos convidados a ocupar essa condição, com o apoio do senador Jader Barbalho, do prefeito de Ananindeua Helder Barbalhos, do próprio deputado Antônio Rocha, dos ex=prefeitos de Santarém, Ronan Liberal, Ronaldo Campos e Rui Corrêa.
JORNAL O IMPACTO: A sua pré-candidatura está diretamente relacionada à sua atuação política de 24 anos na condição de legislador?
José Maria Tapajós: Eu me considero como um atleta de futebol, que embora seja especializado em uma posição, posso ser escalado para outra e tenho o compromisso de jogar tão bem como na posição anterior. Como Vereador de sexto mandato, tenho condições políticas e administrativas, além de sensatez e experiência, para exercer um cargo de tamanha importância, como  é ser Prefeito de uma cidade de 300 mil habitantes. Convém lembrar que fui Prefeito num período dos mais difíceis. Naquele momento, com o alagamento do Município, a crise internacional chegando em Santarém, com diminuição de repasse no ICMS e no FPM, nós precisávamos passar para a população que o problema de Santarém naquele momento não era administrativo, e sim político. Apesar das condições adversas, nós conseguimos colocar o Município na condição de adimplente, capaz de conseguir firmar convênios para a captação de recursos. Na ocasião, as obras não pararam, e até concluímos algumas, e os recursos não faltaram, nem para pagamento de pessoal e a contrapartida dos convênios.
JORNAL O IMPACTO: Com uma experiência conquistada na adversidade deu para ter uma noção, do que Santarém, mais precisa?
José Maria Tapajós: Entre os problemas mais graves de Santarém, estão a falta de infraestrutura, saneamento, oportunidade de trabalho, saúde e a esperança que a população tem, é de que o Prefeito busque os meios para conseguir os recursos através de parcerias com os governos Estadual e Federal. A infraestrutura é uma dívida que os gestores tanto os que passaram como a atual tiveram e tem com a população de Santarém. E este é um grande desafio para o próximo gestor.
JORNAL O IMPACTO: Como andam as articulações à vésperas do último dia das convenções municipais, do convite feito pelo PMDB ao PT para compor chapa na condição de vice?
José Maria Tapajós: Nós do PMDB entendemos que o PT é um partido que merece e tem todo o nosso respeito, tem militância, tradição. Da mesma forma, o PT entende a importância do PMDB, com uma aliança nos moldes da que aconteceu em 2008, quando o PMDB participou como vice. Naquele momento nós recuamos de candidatura própria na ocasião com o deputado Antonio Rocha e indicamos o vice, José Antonio. Portanto, continuamos aguardando uma decisão do PT, com o qual certamente sairemos mais fortalecidos?
JORNAL O IMPACTO: Naquela ocasião, havia um acordo para que nas eleições de 2012, o PT formasse chapa na condição de vice?
José Maria Tapajós: Não. Não havia acordo formal, mas nós quando da convenção, eu pessoalmente me lembro bem, e dizia naquela ocasião, que nas próximas eleições pudessem analisar com os mesmos critérios que nós analisamos à época. O PT desde então sabia que nós teríamos candidatura própria, e que esperávamos ter o apoio do Partido dos Trabalhadores. O mesmo tom fez parte do pronunciamento de outras lideranças, como o deputado Antonio Rocha e Luiz Alberto Pixica, naquele momento. Apesar de todo respeito que temos ao Inácio Corrêa e à Executiva do PT, nós esperamos mesmo que até este sábado, o PT aceite o nosso convite.
JORNAL O IMPACTO: Com a definição do seu nome como pré-candidato, em sua opinião, o PT já desistiu de ter o PMDB mais uma vez como vice nas disputas deste ano?
José Maria Tapajós: Eu acredito que sim, porque o PT já conversou com as nossas maiores lideranças e conosco pessoalmente. Em todas essas conversas com o PT ficou claro, que o PMDB tem um projeto, e nós acreditamos que o Partido dos Trabalhadores já entendeu o nosso Projeto. O PT já se convenceu de que o PMDB não aceita ser vice. Acredito sim que eles ainda não descartaram a possibilidade de estarem conosco.
JORNAL O IMPACTO: Durante o governo Maria do Carmo aconteceram desgastes naturais na relação PMDB/PT. As arestas já foram aparadas em nome da unidade das duas siglas?
José Maria Tapajós: Olha, é difícil, e o PMDB e eu entendemos que acordos que se fazem para ganhar eleição têm que ter continuidade também para garantir a governabilidade. Nós entendemos que não há dois acordos, e as próprias lideranças do Partido dos Trabalhadores reconhecem que houve falta de cumprimento de compromissos com o PMDB. É sabido por todos que na medida em que o PT solicitou a pasta da saúde, não resta a menor dúvida de que houve o rompimento de um acordo lá no início da composição da chapa. Diferentemente disso, o compromisso que possamos fazer seja com o PT ou com os demais partidos, serão cumpridos. Nós jamais faremos um compromisso que não possa ser cumprido. De qualquer forma, todas essas situações que aconteceram são páginas viradas.
JORNAL O IMPACTO: Mesmo com todos os sentimentos manifestados, e que se tornaram públicos, caso o PT não aceite o convite do PMDB, os embates serão evitados?
José Maria Tapajós: Nós temos a clara convicção de levar para a população santarena um projeto diferente pautado em uma administração dinâmica, participativa. Ser diferente é como fomos no primeiro semestre de 2009 quando assumimos a Prefeitura. Ouvimos a sociedade civil organizada  e sem imposição. O Prefeito não pode se dar ao luxo de administrar a Prefeitura entre quatro paredes, mas sim fora e dentro do gabinete, um formato diferente das administrações que já passaram por Santarém, sem a intenção de fazer crítica a qualquer administração. O Prefeito ao ser eleito, tem o dever de fazer diferente, e diferente para melhor. Essas diferenças vão estar muito claras no momento em que for confirmada a nossa candidatura.
JORNAL O IMPACTO: No seu plano está a estruturação, ou até a extinção de alguma das 18 secretarias?
José Maria Tapajós: Quando fui Prefeito eu não instalei quatro secretarias e duas coordenadorias, porque naquele momento eu entendia que não havia necessidade. Como entendo que minha administração não será irresponsável, não tomarei nenhuma medida autoritária, antes de ouvir a minha equipe, sempre pautado com o compromisso e trabalho. Só depois da avaliação poderemos decidir se extinguiremos, ou até mudarmos de denominação, ou fusão.
JORNAL O IMPACTO: A Câmara Municipal aprovou em meados do ano passado, crédito para que a Prefeitura executasse melhorias da infraestrutura urbana e rural. Como governar um Município que contrai empréstimos para fazer serviços paliativos de recuperação do sistema viário?
José Maria Tapajós: Nós não podemos cobrir um santo com o lençol de outro. Essa é uma situação que merece muita cautela. O sistema viário de Santarém requer um investimento urgente e de um valor alto. Os recursos municipais não são suficientes para alavancar grandes obras como essas. O gestor municipal tem, portanto, o dever de recorrer aos órgãos capazes de fazer financiamentos altos, como por exemplo, o BNDES. Mas um governo quando inicia, é justo que faça um débito para ele pagar, onde ele é responsável. O que é certo que os empréstimos não podem comprometer a capacidade de endividamento da Prefeitura, não correr o risco de o Município não poder honrar com seus compromissos. Nós vamos estudar o que é melhor para Santarém, e não o que é melhor para o Prefeito. Só pra se ter uma idéia, no curto espaço de tempo que estive à frente da Prefeitura, consegui quase R$ 5.000.000,00.
JORNAL O IMPACTO: Como seria a relação entre Santarém e o recém criado município de Mojuí dos Campos, na visão da administração de Santarém?
José Maria Tapajós: Mojuí dos Campos é como aquele filho que adquire maturidade de se casar para construir família, e eu estou feliz com essa nova família. Diferente do Pará, que recentemente não admitiu a independência do Oeste paraense, que seria benéfica para todos. Na transição precisamos ter o entendimento de que o funcionalismo municipal terá a oportunidade de opinar em qual Município quer continuar exercendo as suas atividades. Mas não vejo maiores problemas durante essa transição. A infraestrutura instalada lá vai permanecer lá.
JORNAL O IMPACTO: A sua experiência de legislador será mais atenta na visão de administrador do Município?
José Maria Tapajós: Eu, com a experiência que tenho como legislador, vejo que o Prefeito precisa ter na Câmara de Vereadores o seu verdadeiro auxiliar de governo. As críticas que saem do Legislativo são construtivas e benéficas para a administração municipal, mas alguns gestores não têm essa compreensão. É salutar que todo Poder Executivo tenha uma bancada de oposição. Vou reconhecer a Câmara, como a legítima representante da sociedade.
JORNAL O IMPACTO: Se o PT desistir de ser vice do PMDB, qual o plano B?
José Maria Tapajós: Nós estamos com diversos  nomes no colete, mas certamente temos bons nomes que vão sair, inclusive caso seja preciso, dos cerca de 4 partidos que estão se articulando conosco na nossa colisão. Mas repito, continuamos aguardando a decisão do PT até o último momento, pela importância que representa para a governabilidade, juntamente com o nosso partido.
Fonte: RG 15/O Impacto

28 de junho de 2012

Milton Corrêa o pequeno grande homem

O  Santarenos Milton Corrêa, lançou  no último dia 26 o livro “Um Jornalista no Contexto do Texto” que faz um apanhado dos 32 anos de carreira do jornalista. É uma coletânea de fatos e momentos marcantes na vida de um profissional que com amor e dedicação contribuiu para a historia da noticia.



Vereador Erasmo Maia solicita escola para comunidade de Jacamim

O requerimento de autoria do vereador Erasmo Maia aprovado na Câmara Municipal de Santarém solicitando a construção de mais uma escola municipal na comunidade de Jacamim foi acatado pelo governo e já está sendo construída com cinco salas de aulas conforme pedido do nobre vereador.


Clic na Imagens para Ampliar


SANTARÉM: RELAÇÃO DE HABILITADOS PARA LICITAÇÃO DE MOTOTÁXI

Concluída a etapa inicial do processo de licitação de novas vagas de mototáxi, a comissão encarregada da análise das propostas dos candidatos segue agora para a fase final de elaboração da lista dos 380 classificados.

Ao todo, 693 pessoas adquiriram o edital da licitação. Compareceram a abertura do processo 512 e foram habilitados 487 que concorreram das 380 vagas.
 
A partir de hoje esta aberto prazo de 5 dias para recursos e em aproximadamente 10 dias a Secretaria Municipal de Transportes pretende divulgar resultado final. Após divulgação da lista final, os classificados serão submetidos a curso de capacitação pelo Detran, exigencia da Lei Federal e Legislação municipal.
 
Confira a lista com os nomes dos 600 habilitados, no anexo.

Ítens para Download

Download lista_proponentes_habilitados_envelope_01.doc (425,00 Kb) 

27 de junho de 2012

Provas dos concursos das Polícias Civil e Militar serão realizadas em Santarém

Deputado Alexandre Von teve Emenda aprovada modificando Editais dos concursos

Alexandre Von, deputado
O deputado estadual Alexandre Von (PSDB) recebeu ligação nesta segunda-feira, da Secretária de Administração do Estado, Alice Viana, comunicando-lhe que o Edital do Concurso da Polícia Civil do Pará será modificado, em obediência à Emenda Constitucional nº 45, que é de autoria de Alexandre Von, onde são incluídas as cidades de Altamira, Marabá e Santarém como novos locais de provas para a 1ª fase do certame. Também as provas do concurso da Polícia Militar, cujo edital está previsto para sair na quarta-feira, dia 27, serão realizadas nos municípios pólos, bem como em Belém. Lançado há cerca de uma semana, o edital do concurso da Polícia Civil prevê a realização de provas apenas em Belém, ainda que haja vagas voltadas para o interior do Estado, numa clara violação à Constituição paraense. A modificação do edital, conforme o deputado Alexandre Von, deverá ser feita nas próximas horas. Fonte: RG 15/O Impacto e Alexandre Von

60 vagas de 2º Tenente ao Curso de Adaptação de Oficiais da Polícia Militar - PA


60 vagas de 2º Tenente ao Curso de Adaptação de Oficiais da Polícia Militar - PA
Concurso Público nº. 002/PMPA/2012
A Polícia Militar do Estado do Pará, torna público a realização de concurso público destinado à admissão ao Curso de Adaptação de Oficiais da Polícia Militar do Estado do Pará - CADO/PM/2012. O número de vagas a ser preenchido, após o resultado final de todas as etapas previstas neste edital, será de 60 vagas para o CADO/PM (Curso de Adaptação de Oficiais da Polícia Militar do Pará), sendo 52 vagas destinadas ao cargo de 2º Tenente QOSPM (Quadro de Oficiais de Saúde), e 8 vagas destinadas ao cargo de 2º Tenente QCOPM (Quadro Complementar).
A remuneração do cargo de 2º Tenente PM corresponderá ao valor de R$ 4.083,69, sendo constituída de: Soldo + representação por graduação + risco de vida + habilitação Policial Militar + serviço ativo + localidade especial + auxílio moradia + indenização de tropa.
Este Concurso Público será executado pela Universidade do Estado do Pará - UEPA, que será responsável por todas as etapas.
Da Inscrição:
O candidato deverá realizar sua inscrição via Internet (on-line), pelo endereço eletrônico http://paginas.uepa.br/concursos, no período entre às 10h do dia 3 de julho de 2012 e às 23h59min do dia 30 de julho de 2012, observado o horário de Belém.
O valor da taxa de inscrição é de R$ 120,00.
Dos Cargos:
  • Nível Superior: Assistente Social (2), Cirurgião-Dentista Clínico (11), Cirurgião-Dentista Buco Maxilo (1), Cirurgião-Dentista Endodontia (1), Cirurgião-Dentista Odontopediatria (2), Enfermeiro (2), Farmacêutico (4), Fisioterapeuta (2), Fonoaudiólogo (1), Médico Cardiologista (1), Médico Clínico Geral (14), Médico Dermatologista (1), Médico do Trabalho (2), Médico Oftalmologista (1), Médico Pediatra (4), Médico Psiquiatra (2), Médico Traumatologista (1), Médico-Veterinário (2), Psicológo (5), Terapeuta Ocupacional (1).
Das etapas do concurso:
1ª etapa - Exame de Conhecimentos (Avaliação de Conhecimentos), de caráter eliminatório e classificatório;
2ª etapa - Exames Antropométrico e Médico (Avaliação de Saúde), de caráter eliminatório;
3ª etapa - Exame Físico (Avaliação de Aptidão Física), de caráter eliminatório;
4ª etapa - Exame Psicotécnico (Avaliação Psicológica), de caráter eliminatório;
5ª etapa - Etapa Complementar (Avaliação de Títulos), de caráter classificatório e não eliminatório.
A Prova de Conhecimento será aplicada na data provável de 19 de agosto de 2012, das 9h às 13h, horário local, nos municípios de Belém, Santarém, Marabá e Altamira.
O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização de cada etapa com antecedência mínima de 60 minutos do horário fixado para o seu início, portando comprovante de inscrição e documento de identidade original com foto e para a Avaliação de Conhecimentos deve estar munido do cartão de confirmação de inscrição e de caneta esferográfica de tinta azul ou preta.
O candidato deverá emitir seu cartão de confirmação de inscrição (com data, horário e local das provas objetivas) no site da UEPA, a partir do dia 13 de agosto de 2012.
No dia de realização da Avaliação de Conhecimentos será obrigatória a apresentação do documento de identidade oficial original (com fotografia).
É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este concurso público no Diário Oficial do Estado do Pará, bem como aqueles que forem divulgados na Internet.
O resultado final do concurso será publicado em Diário Oficial do Estado por meio de lista única contendo a relação de todos os candidatos aprovados no concurso.
O presente concurso terá validade de 6 meses, a contar de sua homologação e poderá, a critério da Administração Policial Militar, ser prorrogado por igual período.
Fonte: Página 8 do Caderno 2 e página 1 do Caderno 3 do Diário Oficial do Estado do Pará

120 vagas para Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar - PA


120 vagas para Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar - PA
Concurso Público nº. 001/PMPA/2012
A Polícia Militar do Estado do Pará, torna público a realização de concurso público destinado à admissão ao Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar do Estado do Pará - CFO/PM/2012. O número de vagas a serem preenchidas após o resultado final de todas as etapas previstas, será de 120 vagas, sendo 108 para candidatos do sexo masculino e 12 para candidatos do sexo feminino, considerando a especificidade do exercício das atividades policiais militares a serem desenvolvidas pelos futuros Alunos Oficiais, quando profissionais de segurança pública da área de defesa social e cidadania.
Durante a realização do CFO/PM/2012, o Aluno Oficial receberá remuneração constituída do Soldo de R$ 793,85. Após a conclusão do CFO/PM/2012, passará a estágio de 6 meses na condição de Aspirante a Oficial PM, sem a alteração do valor da remuneração, que continuará sendo a mesma indicada neste subitem.
Após o encerramento do estágio de que trata o subitem anterior, o Aspirante a Oficial PM será promovido ao posto de 2º Tenente QOPM, passando a perceber remuneração de R$ 4.083,69, constituída de: Soldo + representação por graduação + risco de vida + habilitação Policial Militar + serviço ativo + localidade especial + auxílio moradia + indenização de tropa.
Este Concurso Público será executado pela Universidade do Estado do Pará - UEPA, que será responsável por todas as etapas.
Da Inscrição:
O candidato deverá realizar sua inscrição via Internet (on-line), pelo endereço eletrônico http://paginas.uepa.br/concursos, no período entre às 10h do dia 3 de julho de 2012 e às 23h59min do dia 30 de julho de 2012, observado o horário de Belém.
O valor da taxa de inscrição é de R$ 80,00.
Das etapas do concurso:
1ª etapa - Exame de Conhecimentos (Avaliação de Conhecimentos), em nível de ensino médio, constituído de provas com questões objetivas e redação, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os candidatos;
2ª etapa - Exames Antropométrico e Médico (Avaliação de Saúde), de caráter eliminatório;
3ª etapa - Exame Físico (Avaliação de Aptidão Física), de caráter eliminatório;
4ª etapa - Exame Psicotécnico (Avaliação Psicológica), de caráter eliminatório.
A Prova de Conhecimento será aplicada na data provável de 19 de agosto de 2012, das 9h às 13h, horário local, nos municípios de Belém, Santarém, Marabá e Altamira.
O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização de cada etapa com antecedência mínima de 60 minutos do horário fixado para o seu início, portando comprovante de inscrição e documento de identidade original com foto e para a Avaliação de Conhecimentos deve estar munido do cartão de confirmação de inscrição e de caneta esferográfica de tinta azul ou preta.
O candidato deverá emitir seu cartão de confirmação de inscrição (com data, horário e local das provas objetivas) no site da UEPA, a partir do dia 13 de agosto de 2012.
No dia de realização da Avaliação de Conhecimentos será obrigatória a apresentação do documento de identidade oficial original (com fotografia).
É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este concurso público no Diário Oficial do Estado do Pará, bem como aqueles que forem divulgados na Internet.
O resultado final do concurso será publicado em Diário Oficial do Estado por meio de lista única contendo a relação de todos os candidatos aprovados no concurso.
O presente concurso terá validade de 6 meses, a contar de sua homologação e poderá, a critério da Administração Policial Militar, ser prorrogado por igual período.
Fonte: Página 3 do Diário Oficial do Estado do Pará

2.000 vagas para Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar - PA


2.000 vagas para Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar - PA
Concurso Público nº. 003/PMPA/2012
A Polícia Militar do Estado do Pará, torna público a realização de concurso público destinado à admissão ao Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar do Estado do Pará - CFSD/PM/2012. O número de vagas a serem preenchidas após o resultado final de todas as etapas previstas neste edital, será de 2.000 vagas, sendo 1.800 para o sexo masculino e 200 para o sexo feminino, considerando a especificidade do exercício das atividades policiais militares a serem desenvolvidas pelos futuros alunos soldados, quando profissionais de segurança pública da área de defesa social e cidadania.
Durante a realização do CFSD/PM/2012, o Aluno Soldado receberá remuneração constituída do Soldo de R$ 622,00. Após a conclusão do CFSD/PM/2012, já na condição de Soldado PM, passará a receber a remuneração de R$ 2.052,60, constituída de: Soldo + representação por graduação + risco de vida + habilitação Policial Militar + serviço ativo + localidade especial + auxílio moradia + indenização de tropa.
Este Concurso Público será executado pela Universidade do Estado do Pará - UEPA, que será responsável por todas as etapas.
Da Inscrição:
O candidato deverá realizar sua inscrição via Internet (on-line), pelo endereço eletrônico http://paginas.uepa.br/concursos, no período entre às 10h do dia 3 de julho de 2012 e às 23h59min do dia 30 de julho de 2012, observado o horário de Belém.
O valor da taxa de inscrição é de R$ 60,00.
Das etapas do concurso:
1ª etapa - Exame de Conhecimentos (Avaliação de Conhecimentos), em nível de ensino fundamental, constituído de prova com questões objetivas, de caráter eliminatório e classificatório;
2ª etapa - Exames Antropométrico e Médico (Avaliação de Saúde), de caráter eliminatório;
3ª etapa - Exame Físico (Avaliação de Aptidão Física), de caráter eliminatório;
4ª etapa - Exame Psicotécnico (Avaliação Psicológica), de caráter eliminatório.
A Prova de Conhecimento será aplicada na data provável de 19 de agosto de 2012, das 9h às 13h, horário local, nos municípios de Belém, Santarém, Marabá e Altamira.
O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização de cada etapa com antecedência mínima de 60 minutos do horário fixado para o seu início, portando comprovante de inscrição e documento de identidade original com foto e para a Avaliação de Conhecimentos deve estar munido do cartão de confirmação de inscrição e de caneta esferográfica de tinta azul ou preta.
O candidato deverá emitir seu cartão de confirmação de inscrição (com data, horário e local das provas objetivas) no site da UEPA, a partir do dia 13 de agosto de 2012.
No dia de realização da Avaliação de Conhecimentos será obrigatória a apresentação do documento de identidade oficial original (com fotografia).
É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este concurso público no Diário Oficial do Estado do Pará, bem como aqueles que forem divulgados na Internet.
O resultado final do concurso será publicado em Diário Oficial do Estado por meio de lista única contendo a relação de todos os candidatos aprovados no concurso.
O presente concurso terá validade de 6 meses, a contar de sua homologação e poderá, a critério da Administração Policial Militar, ser prorrogado por igual período.
Fonte: Página 8 do Caderno 3 e página 1 do Caderno 4 do Diário Oficial do Estado do Pará

26 de junho de 2012

Representantes do CORECON-PA reúnem-se para discutir sobre o piso salarial da categoria


O Presidente do Conselho Regional de Economia do Estado do Pará (CORECON-PA), Antônio Ximenes e o Conselheiro Pablo Damasceno, estiveram reunidos com o Deputado Estadual Raimundo Santos.

A reunião teve como objetivo a inclusão do piso salarial dos economistas do Estado do Pará na proposta de piso salarial para profissionais de nível superior da área de ciências humanas que o Deputado está consolidando para ser apresentada ao Legislativo Estadual. Durante a reunião, o deputado sugeriu que o CORECON-PA mobilize os seus associados para realizar uma audiência pública, a qual foi anuída pelo Presidente do CORECON-PA, ficando apenas na dependência de discussão em reunião Plenária do Conselho para definir data e formato de divulgação do evento.

Ainda durante a reunião foi entregue ao deputado o livro “Perfil do Economista do Estado do Pará”, estudo elaborado por um grupo de sete profissionais que integram a Comissão de Valorização Profissional do Economista do CORECON-PA que permite conhecer melhor os novos horizontes da atuação profissional.
Fonte: CORECON

25 de junho de 2012

Amazônia Jazz Band presenteia Santarém com homenagem ao Maestro Isoca

Uma noite marcada por boa música foi a homenagem do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), à população de Santarém, município que completou 351 anos de fundação na última sexta-feira (22). No palco, montado às margens do Rio Tapajós, os músicos da Amazônia Jazz Band apresentaram um repertório variado, que foi do jazz  ao samba, passando pelo rock, funk e frevo. A programação integra o projeto de interiorização da Secult, que oferece ainda oficinas de música à população.
Sob a regência do maestro Nelson Neves, a Amazônia Jazz Band se apresentou pela primeira vez na cidade, conhecida como a “Pérola do Tapajós”. Com 21 músicos no palco, a Amazônia tem a estrutura típica das big bands, tendo à frente os saxofones, seguidos pelos trombones na segunda fila, e por último os trompetes. No lado esquerdo do palco ficam percussão, bateria, baixo e guitarra. A seleção musical incluiu clássicos da música instrumental internacional, como o “Funky Cha-cha”, de Arturo Sandoval, “Masquerade”, “In a mellow tone”, “Funky by numbers” e “Latin import”.
O momento mais especial foi a homenagem ao maestro santareno Wilson Fonseca (Isoca), com a peça “Amazônia”, escrita para a Amazônia Jazz Band. “Wilson Fonseca é mais um grande representante da música brasileira, com uma obra vasta, que vai da música sacra à popular. 'Amazônia' é uma grande composição, por harmonizar dois ritmos brasileiros e um americano”, informou o maestro.
Aplausos - A plateia aplaudiu de pé os músicos. A arquiteta Zeila Diniz disse que nunca havia assistido a uma banda de jazz completa. A homenagem ao “Maestro Isoca” também lhe surpreendeu. “É uma música de altíssima qualidade e de muito bom gosto. A população de Santarém não podia ter um presente melhor”, afirmou.
A homenagem ao Maestro Isoca, já falecido, foi motivada pelo centenário de nascimento do músico, em 2012. Wilson Fonseca é um dos mais importantes compositores paraenses e deixou uma obra com músicas sacras, clássicas, populares e folclóricas, que formam um acervo com mais de mil composições. O centenário, celebrado no próximo dia 30, terá no palco a Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, programação que também integra as comemorações pelo aniversário de Santarém. A apresentação acontecerá às 20h30, na Igreja do Santíssimo, em Santarém. A orquestra terá a regência de Agostinho Jr., neto de Wilson Fonseca e regente adjunto da OSTP.
Também como parte das ações de interiorização da Secult, entre os dias 25 e 29 deste mês, em Santarém, alunos de música poderão aprimorar seus conhecimentos em três oficinas gratuitas, ministradas por músicos da Amazônia Jazz Band. As oficinas são de saxofone e clarinete, com o músico Marcos Cardoso, e de percussão, com Cláudio Costa, e acontecerão na Escola de Música Wilson Fonseca, pela manhã e à tarde.

Agência Pará de Notícias


10º Encontro dos Bispos da Igreja Católica na Amazônia movimenta Santarém

Confirmadas presenças do Secretário Nacional da CNBB e do arcebispo de São Paulo, Dom Cláudio Hummes

Dom Cláudio Hummes
No período de 02 a 06 de julho acontecerá em Santarém o 10º Encontro dos Bispos da Igreja Católica na Amazônia. Será no Seminário São Pio X e vai reunir Bispos dos Estados do Pará, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Acre, Mato Grosso, Maranhão, Rio Grande do Norte, além de coordenadores e pastoral e religiosos das arquidioceses, dioceses e prelazias desses Estados. Confirmadas presenças do Secretário Geral da CNBB e arcebispo Auxiliar da Arquidiocese de Brasília, Dom Leonardo Steiner e do Presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia e arcebispo emérito de São Paulo, cardeal Dom Cláudio Hummes.
Será um momento histórico para Santarém e para a Igreja da Amazônia, pois os olhares das demais regiões do Brasil e da América Latina estarão voltados para a Pérola do Tapajós.
Fonte: RG 15/O Impacto e Carlos Cruz

23 de junho de 2012

FESTA JUNINA DA SESPA: SANTARÉM

Funcionários públicos da SESPA festejam festas juninas com familiares




22 de junho de 2012

EDITAL CONVENÇÃO PSDB - SANTARÉM


Partido da Social Democracia Brasileira
Diretório Municipal de Santarém-Pará
Convenção Municipal


EDITAL DE CONVOCAÇÃO
A COMISSÃO EXECUTIVA DO DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA – PSDB, por meio do presente Edital, e de acordo com o art. 32 e demais disposições do Estatuto do PSDB, convoca os membros do Diretório Municipal, Vereador e Deputado Estadual do PSDB com domicílio eleitoral neste Município, os membros do Diretório Estadual com domicilio eleitoral neste Município e os Delegados do Município à Convenção Estadual com direito a voto neste município de Santarém, para a CONVENÇÃO MUNICIPAL que será realizada no dia 30 de junho do corrente ano, na sede do Comercial Atlético Cearense, sito à Travessa Frei Ambrósio, 1410 – Caranazal, com inicio às 08:00 horas e encerramento às 13:00 horas, nesta cidade, com a seguinte ORDEM DO DIA:
a) Deliberação sobre Coligação Partidária;
b) Deliberação sobre a escolha de candidatos às eleições majoritária e proporcional de 07 de outubro de 2012 e sorteio dos respectivos números;
c) Definição dos limites de gastos por candidatura;
d) Indicação de nomes para comporem o Comitê Financeiro Municipal;
e) O que ocorrer.

Santarém(PA), 18 de junho de 2012
Alexandre Von
Presidente do Diretório Municipal do PSDB – Santarém –PA

21 de junho de 2012

Policiais civis fiscalizam área fluvial para combater crimes em Santarém

A Polícia Civil realizou em Santarém, no oeste do Pará, uma operação de fiscalização na área fluvial, ao longo dos rios Tapajós e Amazonas, em localidades balneárias e de várzea, no entorno da área urbana. O objetivo foi fiscalizar áreas de acesso aos balneários, área portuária, entrada e saída de pequenas embarcações provenientes de outros municípios e de comunidades ribeirinhas, a fim de garantir proteção e segurança às pessoas que utilizam os caminhos fluviais diariamente.
"As fiscalizações fazem parte da intensificação do combate aos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de armas de fogo, crimes ambientais, garantia dos direitos de crianças e adolescentes e busca por foragidos da jJstiça, visando a tranquilidade das pessoas que residem nessas áreas do município", explicou o delegado Gilberto Aguiar, titular da Superintendência Regional da Polícia Civil no Baixo e Médio Amazonas.
Os policiais civis abordaram embarcações de pequeno porte na orla fluvial e nas praias de Maria José, Arariá, Carapanari e Pajuçara, no Rio Tapajós, e no bairro do Maicá, área do encontro das águas e na Ponta do Urubu. A operação, comandada pelo delegado Gilberto Aguiar, mobilizou policiais da Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas e do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), do oeste paraense.
Agência Pará

20 de junho de 2012

Jailson cobra mais ação para as comunidades do planalto de Mojui

O vereador  Jailson do Mojui (PSDB), rasgou o verbo cobrando na Tribuna da sessão de hoje do parlamento santareno do Poder Executivo Municipal e estadual, a reconstrução de pontes, ramais e microssistemas de abastecimentos d’água em localidades da região do planalto santareno.
Jailson argumenta que todos os anos a Câmara aprova o orçamento, onde todas essas demandas são contempladas. 
O vereador cita o problema especifico na ponte do Igarapé Feitosa, que está quebrada e que permite o acesso do transporte escolar para diversas comunidades do planalto, inviabilizando também, o escoamento da produção agrícola. 
Vale lembrar que o vereador Jailson é o grande favorito nas eleições de outubro à Prefeitura Municipal de Mojui dos Campos.
Blog do Colares

EDITAL CONVENÇÃO MUNICIPAL DO PSB - MOJUÍ DOS CAMPOS


PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO
COMISSÃO PROVISORIA MUNICIPAL DE MOJUÍ DOS CAMPOS
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
CONVENÇÃO MUNICIPAL




O Partido Socialista Brasileiro (PSB) , por seu presidente da Comissão Executiva Municipal de Mojuí dos Campos, na forma do Art. 7 da Lei 9504/97, Lei Eleitora vigente e normas estatutárias do partido, comunica que acontecerá no dia 30 de junho de 2012(sábado), no horário de 16 às 20h, na sede do partido na rua princesa Izabel, Nº 45, bairro Centro, a CONVENÇÃO MUNICIPAL e convoca :
- Os membros da comissão Provisória Municipal do PSB
- Filiados do PSB em Mojuí dos Campos

Para deliberarem sobre:

1 – Escolha dos candidatos que concorrerão sob a legenda do PSB nas eleições de 07 de Outubro de 2012;
2 – Deliberar sobre propostas de coligações com outras agremiações partidárias, na proporcional e majoritária;
3- o que ocorrer.



Mojuí dos Campos, 18 de junho de 2012


Arinos Nogueira carvalho
Presidente do Partido

19 de junho de 2012

NÃO TEM PREÇO VER O LULA ABRAÇANDO MALUF


Não tem preço ver esta foto que está no site da Folha de São Paulo e matéria revelando a conversa em torno dessa aliança. Lula, Fernando Haddad e demais grão-petistas abraçando Paulo Maulf nos jardins de sua residência agora à tarde em São Paulo. 
Agora o PT tem ao seu lado, finalmente, o que há de melhor mais novo e moderno da política brasileira: Maluf, Sarney, Collor, Calheiros et caterva!
Que tal?

Fonte: Blog do Aluizio Amorim

Polícia Civil - PA abre 100 vagas para o cargo de Delegado

Polícia Civil - PA abre 100 vagas para o cargo de Delegado
Polícia Civil do Estado do Pará, torna pública a realização de Concurso Público para provimento de vagas em cargos de nível superior da Carreira Policial de Delegado de Polícia Civil - DPC, com remuneração total de R$ 7.695,02.
A seleção visa o provimento efetivo de 100 vagas para a classe inicial (Classe A), com lotação inicial no interior do Estado, cujas vagas serão providas conforme a ordem de classificação e a necessidade do serviço.
Das Inscrições:
As inscrições serão realizadas exclusivamente por meio da internet, no endereço eletrônicowww.msconcursos.com.br, no período de 19 de junho de 2012 até às 23h59min de 18 de julho de 2012, observado o horário local da cidade de Belém do Pará.
O valor da taxa de inscrição será de R$ 47,50.
A seleção será realizada em 2 etapas, ambas de caráter eliminatório:
A 1ª etapa será realizada na cidade de Belém, no Estado do Pará, abrangendo as 6 seguintes subfases:
a. Prova objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório;
b. Prova de capacitação física, de caráter eliminatório;
c. Exames Médicos, de caráter eliminatório;
d. Exame psicológico, de caráter eliminatório;
e. Prova oral, de caráter eliminatório e classificatório;
f. Investigação criminal e social, de caráter eliminatório.
A 2ª etapa corresponde ao Curso Técnico Profissional, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da Policia Civil do Estado do Pará, a ser realizado e ministrado pela Academia de Polícia Civil/IESP, em suas instalações no Município de Marituba-PA.
O local e o horário de realização das provas serão divulgados oportunamente no Diário Oficial do Estado do Pará - DOE e nos endereços eletrônicos.
O candidato deverá comparecer ao local determinado para a realização das provas no mínimo, 30 minutos antes da hora marcada para o fechamento dos portões, munido de documento original de identificação com foto, caneta esferográfica de tinta preta ou azul.
A data prevista para a realização da Prova Objetiva é o dia 12 de agosto de 2012, no Município de Belém-PA, com duração máxima de 4 horas, a contar da sinalização para o início de prova, incluso o tempo para preenchimento do cartão-resposta.
O prazo de validade deste Concurso Público será de 6 meses, contados da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma única vez e por igual período, a critério exclusivo da Polícia Civil do Estado do Pará.

Polícia Civil - PA abre inscrição para 250 vagas de Investigador e 250 de Escrivão


Polícia Civil - PA abre inscrição para 250 vagas de Investigador e 250 de Escrivão
A Polícia Civil do Estado do Pará, torna pública a realização de Concurso Público para provimento de vagas em cargos de nível superior das Carreiras Policiais de Investigador de Polícia Civil - IPC e de Escrivão de Polícia Civil - EPC, com remuneração total de R$ 3.098,79.
A seleção visa o provimento efetivo de 250 vagas para o cargo de Investigador de Polícia Civil - IPC e 250 vagas para o cargo de Escrivão de Polícia Civil - EPC, com lotação inicial no interior do Estado, cujas vagas serão providas conforme a ordem de classificação e a necessidade do serviço.
Das Inscrições:
As inscrições serão realizadas exclusivamente por meio da internet, no endereço eletrônicowww.msconcursos.com.br, no período de 19 de junho de 2012 até às 23h59min de 18 de julho de 2012, observado o horário local da cidade de Belém do Pará.
O valor da taxa de inscrição será de R$ 47,50.
A seleção será realizada em 2 etapas, ambas de caráter eliminatório:
A 1ª etapa será realizada na cidade de Belém, no Estado do Pará, abrangendo as 6 seguintes subfases:
a) Prova objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório;
b) Prova de capacitação física, de caráter eliminatório;
c) Exames Médicos, de caráter eliminatório;
d) Exame psicológico, de caráter eliminatório;
e) Prova oral, de caráter eliminatório e classificatório;
f) Investigação criminal e social, de caráter eliminatório.
A 2ª etapa corresponde ao Curso Técnico Profissional, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da Policia Civil do Estado do Pará, a ser realizado e ministrado pela Academia de Polícia Civil/IESP, em suas instalações no Município de Marituba-PA.
O local e o horário de realização das provas serão divulgados oportunamente no Diário Oficial do Estado do Pará - DOE e nos endereços eletrônicos.
O candidato deverá comparecer ao local determinado para a realização das provas no mínimo, 30 minutos antes da hora marcada para o fechamento dos portões, munido de documento original de identificação com foto, caneta esferográfica de tinta preta ou azul.
A data prevista para a realização da Prova Objetiva é o dia 12 de agosto de 2012, no Município de Belém-PA, com duração máxima de 4 horas, a contar da sinalização para o início de prova, incluso o tempo para preenchimento do cartão-resposta.
O prazo de validade deste Concurso Público será de 6 meses, contados da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma única vez e por igual período, a critério exclusivo da Polícia Civil do Estado do Pará.
Fonte: PCICONCURSOS