14 de novembro de 2012

Câmara discute melhoria do transporte coletivo em Santarém


O encontro contou com a participação de estudantes de escolas públicas e de universidades, além de representantes do Setrans.


Câmara discute melhoria do transporte coletivo em Santarém
O Setrans quer reajuste na tarifa de ônibus
Santarém - A Câmara Municipal de vereadores realizou na tarde de ontem (13), uma sessão especial para discutir a melhoria do transporte coletivo em Santarém. O encontro contou com a participação de estudantes de escolas públicas e de universidades, além de representantes do Setrans.

Por meio de cartazes, com frases de reivindicação como: “Sou estudante, sou radical, quero ‘busão’ na federal. Rotas já!”, estudantes manifestaram a insatisfação com o serviço oferecido atualmente pelas empresas de ônibus na cidade.

A reivindicação foi motivada após o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Santarém e Belterra (Setrans) ameaçar paralisar os serviços, caso não haja reajuste nas passagens.
A solicitação por melhoria nas estruturas dos ônibus foi unânime entre os estudantes. “Queremos que renove a frota que amplie a frota. Que construam algo diferente para o transporte público de Santarém”, destacou o representante dos estudantes da UFOPA, Hudson Melo.

Os estudantes pedem também que as rotas dos ônibus sejam alteradas: “não há o transporte público na frente dessas instituições, os nossos alunos tem que andar cinco quarteirões para pegar um ônibus, isso todos os dias”, afirma o aluno do IFPA, Carlos Fernando.

Simultaneamente à reivindicação dos estudantes, os empresários do setor de transporte solicitaram o reajuste na tarifa. “A gente acha que é necessário nós termos esse reajuste para a gente poder continuar se mantendo no mercado”, completa Washington do Vale do Setrans.

O presidente da Câmara, José Maria Tapajós considera justo o pedido dos estudantes, e concorda que para haver aumento é preciso que haja melhoria nos transportes. “É uma reivindicação justa que os representantes das instituições de ensino superior estão fazendo. Nós temos que cobrar duas coisas, ruas com trafegabilidade segura como também, o transporte coletivo com uma frota que possa oferecer segurança e conforto para o usuário”, finaliza.

Redação notapajos com informações de Ronilma Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário