16 de junho de 2010

Projeto que cria 6,8 mil vagas no MPU está no Senado

Boa notícia para quem deseja trabalhar no Ministério Público da União. O projeto de lei nº 5.491/2009, que cria 6.804 cargos efetivos e 3.675 funções comissionadas no MPU, já está no Senado Federal. Aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados em maio, a matéria foi encaminhada para o Senado na última terça-feira (8/6).

Se não for vetada, a medida seguirá diretamente para sanção pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A proposta é que as vagas sejam preenchidas gradativamente, de acordo com a disponibilidade orçamentária do MPU. As oportunidades serão distribuídas entre as unidades do Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Militar e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. A criação dos cargos terá um impacto orçamentário anual de R$ 762,8 milhões.


Próximo concurso

Como já publicamos aqui no blog, de acordo com a assessoria de imprensa do MPU, o próximo concurso do órgão não depende da aprovação desse projeto de lei. O processo seletivo, que será organizado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), preencherá vagas abertas por servidores que se aposentaram ou que pediram demissão. Ainda não há informações sobre o número de vagas a serem oferecidas.

Concurso de 2006

O último concurso aberto para os cargos de técnico (nível médio) e analista (superior) foi em 2006. Organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), o processo seletivo ofereceu 453 oportunidades e salários que variaram de R$ 2.415,53 a R$ 4.034,40. Os candidatos fizeram avaliação de conhecimentos básicos, conhecimentos específicos, prova prática e estudo de caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário