21 de fevereiro de 2011

PARAENSE É DISCRIMINADA PELO PREFEITO DE MANAUS


Paraense Laudenice Cantalista de Paiva 37 anos, separada do marido e mãe de sete filhos.

Laudenice conta que chegou de Belém há três anos em busca de uma vida melhor para a família. Ela foi uma das vítimas da enxurrada de Sábado a noite e perdeu algumas coisas que até então tinha conseguido comprar. Ela desabafa dizendo que nunca foi tão humilhada como hoje e o pior, por uma autoridade que deveria se preocupar com o bem estar dos moradores da cidade.

2 comentários:

  1. è lamentavel a Postura do Poder executivo de manaus, e ainda Ha pessoas de manaus que se orgulha desse monstro, é uma pena para essa cidade sede de 2014... coitadinho dos africano que forem pra copa nessa cidade, eles vão ser escurraçado, meu Deus onde Chega a ignorancia de desse amazonense...ainda bem que não tenho na minha cidade um monstro governando

    ResponderExcluir
  2. isso é o retrato da discriminação racial nos dias de hoje,nós,estamos de ante de um fato que prova que a ignorância preconceituosa dos estados entre para e manáus sempre esteve no coração de pessoas monstruosas! que com isso suja a camisa de nossa nação com fatos como esse,de vergonha,VERGONHA,VERGONHA somente VERGONHA!!
    da onde eu sou?da onde eu sou? eu sou do para e do BRASIL, seu incompetente e ignorante (então pronto esta explicado)

    ResponderExcluir