28 de junho de 2011

Prefeita pede licença para viajar ao exterior, mas não diz o que vai fazer‏

Maria do Carmo Martins Lima ficará ausente do Município por 22 dias


Maria do Carmo, Prefeita de Santarém
“É uma questão de ética e transparência sabermos o que a Prefeita vai fazer no exterior durante 22 dias”. A frase é do vereador Erasmo Maia, líder do Democratas na Câmara Municipal, em desabafo sobre a viagem da prefeita Maria do Carmo ao exterior, sem especificar os motivos.
O pedido foi aprovado no dia 13 passado, mas a repercussão só ocorreu hoje, depois de passados os festejos do aniversário de Santarém e a instalação do governo itinerante do Pará.
Estava previsto que hoje começaria a ser apreciado o Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias, mas a discussão foi adiada para amanhã. A viagem da Prefeita foi destaque do pronunciamento do vereador Erasmo no grande expediente de hoje.
Erasmo alegou que a matéria foi votada durante uma reunião em que a oposição estava ausente do plenário, fazendo alguns ajustes para a vinda do governador Simão Jatene.
A Prefeita baseada no artigo 47 da Lei Orgânica do Município, pediu licença para se ausentar do País por 22 dias, e adiantou que as despesas serão custeadas por ela.
Segundo Erasmo, aparentemente não há nada ilegal mas “é uma questão de princípio e ética na administração pública” e prosseguiu: “Ela precisa ser mais transparente nos seus atos enquanto mandatária do Município, pois nós munícipes precisamos saber os motivos da viagem e isso está previsto na Constituição Federal, artigo 37, quando trata da transparência e impessoalidade”, desabafou.
Por: Carlos Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário