12 de abril de 2011

Policiais da Amazônia se mobilizam pela PEC 300

Será protocolizada na Presidência da República nesta semana uma carta de intenções tirada após o encontro realizado em Manaus pelas lideranças da Região Norte na luta pela equiparação salarial através da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 300/446). A informação é do presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembléia Legislativa do Amazonas, deputado Alcimar Maciel (PR), o Cabo Maciel, que lamentou a ausência e a falta de justificativa dos senadores e deputados federais da bancada do Amazonas.

O único que justificou sua ausência através de sua assessoria foi o deputado Átila Lins (PMDB), os demais só fizeram confirmar que estariam presentes ao encontro, mas não apareceram.

Cabo Maciel lembrou que dia 1o de abril é consagrado ao “Dia da Mentira”, mesmo assim, os Policiais Militares, Bombeiros e Policiais Civis acreditavam contar com as presenças dos parlamentares do Amazonas, após suas assessorias confirmarem presença no evento.

O assunto foi colocado em pauta e aprovado pelos líderes dos Estados de Rondônia, Amapá, Pará, Bahia, Rio Grande do Norte e Roraima que irão pressionar suas bancadas pela aprovação do segundo turno das Propostas de Emenda à Constituição nº 300 e 446, que equiparam salários dos policiais civis, militares e bombeiros.

Cabo Maciel explicou que, na primeira votação, a PEC foi aprovada com 397 votos. Ela cria um piso salarial nacional de R$ 3,5 mil para policiais militares e bombeiros, mas esbarra na posição do Governo Federal, que alega não ter condições para pagar esses valores. Eles garantiram que irão invadir Brasília e se acampar na frente do Congresso e aquele deputado ou senador que não apoiar a luta irão estampar em “outdoor” a foto e o nome dos “traidores” que não que apoiarem a luta dos policiais.

Fonte: Rondonoticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário